Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/863
Título: Perfis comportamentais dos fisioterapeutas: estudo comparativo entre Fisioterapeutas, em dois momentos da sua carreira, em relação a vários parâmetros comportamentais - atitudinais, posturais, antropométricos e de patologia clínica
Autor: Coutinho, Isabel
Palavras-chave: Fisioterapia
Comportamento
Fisioterapeuta
Padrão de prática
Postura
Peso
Altura
IMC
Massa gorda
Hemograma
Glicemia
Metabolismo lipídico
Hormonas tiroideias
Catecolaminas
Serotonina
Data: Dez-2011
Citação: Coutinho I. Perfis comportamentais dos fisioterapeutas: estudo comparativo entre Fisioterapeutas, em dois momentos da sua carreira, em relação a vários parâmetros comportamentais - atitudinais, posturais, antropométricos e de patologia clínica. Vila Real: Universidade de Trá-os-Montes e Alto Douro; 2011. Comunicação oral.
Resumo: O comportamento humano é assegurado pelo funcionamento dos mecanismos biopsicofisiológicos e pela manutenção das relações entre os mesmos, onde as atitudes, a postura, as características antropométricas e o sangue, com os seus constituintes – figurados e não figurados –, entre outros, desempenham um papel fundamental. Os Fisioterapeutas, por seu lado, para além dos mecanismos atrás assinalados, apresentam um controlo motor – estático e dinâmico – que lhes é inerente, devido ao exercício da sua profissão. Este controlo, ao comprometer a organização dos movimentos destes profissionais, reflecte-se nas estratégias por si adoptadas ao longo de anos de exercício, com início no período relacionado com o próprio ensino/aprendizagem. Tendo em conta que o comportamento, ao longo do tempo, é influenciado por múltiplas variáveis, como as que atrás se mencionaram, pretende este estudo verificar a existência, ou não, de alterações entre os Fisioterapeutas, em dois momentos do seu percurso profissional – no início, com menos de dez anos de exercício profissional e, posteriormente, após esses 10 anos. Estes períodos correspondem, em termos de trabalho, aos primeiros anos de profissão e, depois, ao período de verdadeira maturação, onde se conjuga o saber com a experiência.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/863
Aparece nas colecções:ESTeSL - Comunicações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Perfis comportamentais dos fisioterapeutas.pdf2,99 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.