Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/6731
Título: Stresse parental em pais de crianças nascidas prematuras aos 2 anos de idade
Autor: Medeiros, Raquel
Santos, Margarida Custódio dos
Santos, Salomé
Barros, Luísa
Palavras-chave: Psicologia da saúde
Criança prematura
Stress parental
Índice de Stresse Parental
Dificuldade de comunicação
Data: Jan-2016
Citação: Medeiros I, Santos MS, Santo S, Barros L. Stresse parental em pais de crianças nascidas prematuras aos 2 anos de idade. In: 11º Congresso Nacional de Psicologia da Saúde, ISCTE-IU, 26-29 de janeiro de 2016. Psicol Saúde Doenças. 2016;16(Suppl):74-5.
Resumo: O nascimento de um filho prematuro gera stresse nos pais, o que pode ter importantes consequências nas atitudes parentais e no desenvolvimento da criança. Sabe-se pouco sobre como evolui o stresse em mães e pais, após os primeiros meses de vida da criança, e como o desenvolvimento da criança afeta esta evolução. Este estudo pretendeu avaliar o stresse parental em mães e pais de crianças prematuras, aos 2 anos de idade corrigida e 6 meses depois, e explorar a associação entre o stresse parental e o desenvolvimento da comunicação na criança. Mães e pais de 51 crianças prematuras preencheram o Índice de Stresse Parental aos 2 anos i.c. e após 6 meses. A subescala de Comunicação / Linguagem da Griffiths foi aplicada aos 2 anos i.c. Mães e pais apresentaram valores médios de stresse parental, mais elevados nas subescalas Distração/Hiperatividade, Maleabilidade de Adaptação e Sentido de Competência. Observam-se pequenas mudanças, com aumento do stresse materno na Vinculação e diminuição do stresse paterno na Maleabilidade e Adaptação e Domínio da Criança. O desenvolvimento da comunicação mostrou-se associado ao Sentido de Competência (-) e Depressão (+) materna e a várias subescalas de stresse paterno. Os resultados reforçam a importância do acompanhamento de mães e pais de prematuros depois dos 2 anos. Dificuldades na comunicação parecem ter maior impacto no pai, reforçando a ideia de que a prematuridade afeta mães e pais diferenciadamente.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/6731
Versão do Editor: http://11cnps.iscte-iul.pt/sites/default/files/docs/livro_resumos.pdf
Aparece nas colecções:ESTeSL - Comunicações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Stresse parental em pais de crianças nascidas prematuras aos 2 anos de idade.pdf2,63 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.