Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/5387
Título: Contabilidade criativa, ética e responsabilidade social das empresas
Autor: Jesus, Tânia Alves de
Orientador: Coelho, Maria Manuela Martins Saraiva Sarmento
Duarte, Maria Manuela Ramos Fernandes Rebelo
Palavras-chave: Relato financeiro
Contabilidade criativa
Responsabilidade social das empresas
Ética empresarial
Ética
Financial reporting
Creative accounting
Business ethics
Ethics
Corporate social responsibility.
Data de Defesa: Abr-2014
Editora: Universidade Lusíada de Lisboa. Faculdade de Ciências da Economia e da Empresa
Citação: JESUS, Tânia Alves de - Contabilidade criativa, ética e responsabilidade social das empresas. Lisboa: Universidade Lusíada de Lisboa. Faculdade de Ciências da Economia e da Empresa, 2014. Tese de Doutoramento. Disponível em www:<http://hdl.handle.net/11067/1448>.
Resumo: No contexto atual de grave crise económica e financeira emerge a urgência da integração da contabilidade e da responsabilidade social das empresas (RSE), enfatizando uma dimensão ética que desencadeie uma nova perspetiva no relato financeiro para que a contabilidade favoreça a recuperação económica. O presente estudo relaciona o relato financeiro com a ética, investigando a relação entre a contabilidade e a ética no contexto da harmonização contabilística internacional e entre a contabilidade criativa e a orientação ética e de RSE. Para o estudo foi construído um inquérito, utilizando-se uma amostra composta por 37 empresas cotadas na Euronext Lisboa e por 168 contabilistas. Com base nos dados das respostas obtidas ao inquérito, dos relatórios e contas, de sustentabilidade e de governo das empresas efetuou-se o tratamento e a análise estatística, com recurso ao programa estatístico Statistical Package for Social Sciences. Por um lado, são identificados três modelos, um para a contabilidade criativa com cinco dimensões, outro para a RSE com duas dimensões e um terceiro para a ética com quatro dimensões. Por outro lado, relacionase o empenho ético empresarial com o desempenho financeiro, nos períodos de 2008 a 2012. Conclui-se que os contabilistas que apresentam maior grau de desconforto ético perante práticas de fraude e de contabilidade criativa são os que mais consideram que a RSE é importante à sobrevivência das empresas a longo prazo. As empresas investem cada vez mais em ética mas existe ainda um caminho a percorrer ao nível da formação ética, verificando-se que 47% dos contabilistas se caraterizam pelas posições em que não se apercebem das implicações das suas intuições éticas. Constata-se, ainda, que empresas com melhor desempenho financeiro são as que mais investem de forma explícita e implícita em práticas empresariais éticas e socialmente responsáveis.
In the current context of severe economic and financial worldwide crisis, the integration of accounting and corporate social responsibility (CSR) is urgent, emphasizing an ethical dimension that triggers a new perspective on financial reporting so that accounting can promote economic recovery. The present study relates financial reporting with ethics and CSR, investigating the relationship between accounting and ethics in the context of international accounting harmonization and between creative accounting and ethics and CSR orientation. For the study it was constructed a survey and it was used a sample of 37 companies listed on Euronext Lisbon and 168 accountants. Based on the data obtained from the responses to the survey and collected from financial reporting it was performed statistical analysis using the Statistical Package for Social Sciences. On the one hand, three models are identified, one for creative accounting with five dimensions, one for CSR with two dimensions and a third for ethics with four dimensions. On the other hand, it is analyzed the relation between business commitment to ethics and financial performance, between the periods 2008 and 2012. It is concluded that accountants with a higher degree of discomfort in ethical terms before practices of fraud and creative accounting are the ones who believe that CSR is more important to the survival of businesses in the long term. Companies are increasingly investing in ethics but there is still a way to go in terms of ethical training, supported by 47% of accountants not realizing the implications of their ethical intuitions. Moreover, better financial performance leads to more explicitly and implicitly investment in ethical and socially responsible business practices.
Descrição: Doutoramento em Gestão
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/5387
Versão do Editor: http://hdl.handle.net/11067/1448
Aparece nas colecções:ISCAL - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Capa.pdf108,28 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.