Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/5301
Título: O TEA como estratégia de implicação dos alunos na regulação do seu próprio processo de aprendizagem
Autor: Monteiro, Pilar Rocha Lucena Líbano
Orientador: Pereira, Maria da Conceição Figueira Santos
Palavras-chave: Autonomia
Diferenciação pedagógica
Plano individual de trabalho
Processo de ensino
Processo de aprendizagem
Estudo Autónomo
Autonomy
Autonomous study time
Individual plan of work
Pedagogical differentiation
Self-regulation
Learning
Data de Defesa: Jul-2015
Resumo: O presente relatório foi desenvolvido no contexto da Unidade Curricular de Prática Educativa Supervisionada II, integrada no 2.º semestre do 2.º ano do Mestrado em Ensino do 1.º e 2.º Ciclo do Ensino Básico. Nele consta, em primeiro lugar, a dimensão reflexiva da prática, que inclui a caracterização do contexto socioeducativo, a intervenção e a avaliação da intervenção. Para além disso, inclui-se também neste relatório um estudo realizado no âmbito do Tempo de Estudo Autónomo (TEA). O objetivo do estudo é compreender de que forma o TEA se assume como estratégia de implicação dos alunos na regulação do seu próprio processo de aprendizagem. A metodologia utilizada para a realização deste estudo foi sobretudo de natureza qualitativa e interpretativa e a técnica de recolha de dados baseou-se sobretudo numa análise das produções dos alunos, nos seus planos individuais de trabalho e num questionário realizado aos alunos no sentido de se identificar os seus interesses e dificuldades. Recorreu-se também a um tratamento estatístico dos dados, com recurso ao programa Excel, para um entendimento aprofundado das escolhas dos alunos. Através da análise dos dados foi possível concluir que o TEA se configura como o momento por excelência no qual os alunos trabalham as suas dificuldades e se implicam na regulação do seu processo de aprendizagem, desenvolvendo competências fundamentais em todas as áreas do currículo.
ABSTRACT The current report was developed in the context of the subject of Supervised Teaching Practice II, integrated in the 2nd semester of the 2nd year of the Master´s Degree in Primary Education. Within this report there is, firstly, a reflexive dimension of the practice, which includes the characterization of the social educational context, the intervention and its evaluation. Furthermore, this report also contains a study done in the scope of Autonomous Study Time. The objective of this study is to investigate this study time and how it is assumed to be a strategy for students to self-regulate their learning. The methodology used for this study was mostly qualitative and interpretative-based. The data collection was done by analyzing students’ productions - their individual working plans – as well as a questionnaire, answered by the students, whose aim was to identify their interests and difficulties. The data collected was then statistically analyzed with Microsoft Office Excel program, in order to get a deeper understanding of students’ preferences. Through the data analysis it is possible to conclude that Autonomous Study Time is the time period where students can work on their difficulties and are involved in the learning process, developing fundamental competences within all curriculum areas.
Descrição: Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior de Educação de Lisboa para obtenção de grau de mestre em Ensino do 1.º e 2.ºCiclo do Ensino Básico
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/5301
Aparece nas colecções:ESELx - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
O TEA como estratégia de implicação dos alunos na regulação do seu próprio processo de aprendizagem.pdf2,14 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.