Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/5287
Título: Formação de alunos histórica e geograficamente competentes no ensino básico - contributo das imagens e dos mapas mentais
Autor: Cabaço, Filipa Alexandra Almeida
Orientador: Hortas, Maria João
Palavras-chave: Imagens mentais
Mapas mentais
Competências
História
Geografia
Mental images
Mental maps
Competences
History
Geography
Data de Defesa: Jul-2015
Resumo: O presente relatório surge no âmbito da Prática de Ensino Supervisionada II, Unidade Curricular integrada no Mestrado em Ensino do 1º e 2º Ciclo do Ensino Básico, como requisito essencial à sua conclusão. Este documento consiste na descrição da prática docente em dois contextos distintos, realizada no ano letivo 2014/2015. O primeiro contexto refere-se a uma turma do 5º ano de escolaridade (2º CEB) e o segundo a uma turma do 3º ano (1º CEB). A partir da definição e articulação das problemáticas inerentes a cada contexto, definiu-se a problemática geral: o recurso à representação gráfica e aos mapas mentais, como formas de representação e expressão dos conhecimentos dos alunos, contribui para o desenvolvimento de competências históricas e geográficas, constituindo-se também como instrumentos importantes de avaliação dos conhecimentos prévios e das aprendizagens. Este estudo propõe-se, portanto, discutir o contributo da utilização de imagens e mapas mentais para a formação de alunos histórica e geograficamente competentes. Procura, ainda, explicar até que ponto podem essas representações ser consideradas elementos de avaliação formativa válidos. O quadro teórico apresentado relaciona a exploração de fontes, quer primárias quer secundárias com o ensino da História e da Geografia. A utilização destas fontes pode ser feita de formas distintas, ora como mero auxílio à palavra falada, ora como base para a discussão e origem de conteúdos a abordar. Ao mesmo tempo, a expressão através do desenho permite comunicar o conhecimento sobre a forma de compreender e encarar o mundo pelo indivíduo que desenha. O aluno representa o que sabe e integra tanto mais elementos no desenho quanto mais conhecer sobre o que está a desenhar. Os resultados do estudo corroboram estas evidências e revelam o contributo das imagens e mapas mentais para o desenvolvimento das competências de comunicação histórica, através da produção de materiais iconográficos, e de utilização de formas variadas de comunicação gráfica para apresentar informação geográfica.
ABSTRACT This report arises during Supervised Teaching Practice II, included in the M. A. Degree in Primary School Teaching, and it is a requirement for its completion. The document includes the description of the teaching practices in two different contexts, during the school year of 2014/2015. The fist context regards a 5th grade class and the second one, a 3rd grade. The identification of the main issue in the different contexts enabled the formulation of a central argument: the use of graphical representation and mental maps, as forms of representation and expression of students’ knowledge, contributes to the development of historical and geographical competences, which by themselves are an important tool for the evaluation of prior knowledge and learning acquisition. The goal of the study is to debate the contribution of mental maps and images to the development of competences in History and Geography. Moreover, it argues about the validity of the performance indicators carried out as evaluation elements. The theoretical fundaments presented show how History and Geography teaching is widely related with the interpretation of primary and secondary documents. These documents can be handled in different ways, either as a simple material support or, even further, as the base of the contents to discuss in class. Furthermore, drawing as self-expression is a good indicator of how an individual sees and faces the world. The amount and the precision of the represented elements are strongly correlated to the knowledge that the individual possesses concerning the matter of the draw. The results corroborate these evidences and reveal the contribution of mental images and maps to the development of the ability of communicate through the production of iconographic documents to represent historical and geographical information.
Descrição: Relatório de investigação apresentado à Escola Superior de Educação de Lisboa para obtenção de grau de mestre em Ensino de 1º e 2º ciclo do Ensino Básico
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/5287
Aparece nas colecções:ESELx - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE_FilipaCabacoFINAL.pdf13,44 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.