Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/4855
Título: Exposição ocupacional a compostos orgânicos voláteis e a matéria particulada na limpeza automóvel em parques de estacionamento
Autor: Louro, Marcelo do Nascimento
Orientador: Viegas, Susana
Palavras-chave: Saúde ocupacional
Exposição ocupacional
Composto orgânico volátil
Matéria particulada
Monóxido de carbono
Limpeza automóvel
Parque de estacionacionamento subterrâneo
Occupational health
Occupational exposure
Volatile organic compound
Particulate matter
Carbon monoxide
Cleaning cars
Undergound car park
Data de Defesa: 2013
Editora: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Citação: Louro MN. Exposição ocupacional a compostos orgânicos voláteis e a matéria particulada na limpeza automóvel em parques de estacionamento [Dissertation]. Lisboa: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa/Instituto Politécnico de Lisboa; 2013.
Resumo: A atividade de limpeza foi recentemente identificada como um risco ocupacional devido ao aumento da incidência de alguns sintomas respiratórios sobre os trabalhadores de limpeza. O novo paradigma de introdução dos centros de limpeza automóvel em Parques de estacionamento subterrâneos resultou na necessidade de uma nova perceção da exposição ocupacional a agentes químicos, como os compostos orgânicos voláteis (COV´s) e a matéria particulada (MP) decorrentes das atividades de limpeza e da possível afetação deste ambiente pelo monóxido de carbono (CO) na saúde dos trabalhadores. Dada à inexistência de informação sobre este assunto considerou-se pertinente realizar um primeiro estudo sobre a dimensão da exposição a estes parâmetros neste contexto ocupacional específico. Deste modo, o principal objetivo deste trabalho foi o de conhecer a contaminação por MP e COV´s presentes no ambiente da limpeza automóvel em parques de estacionamento, assim como a caracterização do CO presente na envolvência deste espaço. Os objetivos específicos de investigação consistiram no conhecimento das atividades desenvolvidas na limpeza automóvel, conhecimento das atividades de limpeza que envolvem maior exposição aos poluentes em estudo, análise da possível influência da envolvente do parque de estacionamento subterrâneo na exposição aos poluentes em estudo, por fim a identificação de possíveis medidas de eliminação e/ou controlo dos poluentes em questão. Os COV´s totais, MP e CO foram medidos sem a realização de atividade (concentração residual) e para três momentos distintos, a Atividade 1, 2 e 3, no decorrer da limpeza. As atividades foram realizadas num período de 4 a 32 minutos. Os COV´s totais e o CO foram medidos pelo equipamento “Indoor Air IQ-610 Quality Probe (Gray Wolf® monitor)” e a matéria particulada através do “Lighthouse, model 3016 IAQ”. As concentrações residuais destes poluentes indicaram a sua presença em momentos sem atividade. As concentrações médias dos COV´s totais nas diferentes atividades variaram de 0,67-0,89 ppm e para as concentrações de pico de 0,62-1,30 ppm. Por seu lado, a matéria particulada de dimensão MP0.5 variou de 0,010-0,019 mg/m³; a MP1 de 0,016-0,098 mg/m³; a MP2.5 de 0,031-0,639 mg/m³; a MP5 de 0,106-2,277 mg/m³ e a MP10 de 0,193-2,690 mg/m³, durante sensivelmente 1 hora. A concentração do CO variou de 9,6-18 ppm, para um período de 1 hora, e o seu Valor Limite de Exposição - Média Ponderada (VLE-MP) foi de 10.76 ppm. Os resultados alcançados demonstraram que as exposições a COV´s e a matéria particulada estiveram presentes no local de trabalho antes e após a realização das atividades de limpeza. O modo de aplicação de alguns produtos de limpeza e a sua constituição potenciou de alguma forma o aumento dos COV´s totais. Algumas ações de limpeza têm o potencial de aumentar a concentração de matéria particulada. O CO demonstrou ser um poluente relevante na envolvente do parque de estacionamento.
ABSTRACT - The cleaning activity was recently identified as an occupational risk due to increased incidence of respiratory symptoms on some cleaning workers. The new paradigm of introducing car cleaning centers in underground car parks, resulted in the need for a new perception of occupational exposure to chemicals such as volatile organic compounds (VOC´s) and particulate matter (PM) resulting from cleanup activities and possible affectation of this environment by carbon monoxide (CO) on workers' health. Given the lack of information on this subject, it was considered pertinent to conduct an initial study on the extent of exposure to these parameters in this occupational context. Therefore, the main objective of this study was to know the PM and VOC´s contamination in the cleaning environment car in car parks, as well as the evaluation of CO present in the surroundings of this area. The specific objectives of this case study focused on the activities in car cleaning, knowledge of cleanup activities that involve greater exposure to pollutants the pollutants mentioned before, analysis of the possible influence of the surroundings of underground parking in exposure to such pollutants and last but not least, identifying the possible measures to eliminate and / or control the pollutants in question. The total VOC´s, PM and CO were measured without conducting activity (residual concentration) and three different times, Activity 1, 2 and 3, during the cleaning. The activities were conducted within a 4 to 32 minutes period. The total VOC´s and CO were measured by the device "Indoor Air Quality IQ-610 Probe (Gray Wolf ® monitor)" and the particles through "Lighthouse, model 3016 IAQ". The residual concentrations of these two pollutants indicated their presence in moments of inactivity. The mean concentration of total VOC´s in different activities ranged from 0.67-0.89 ppm and peak concentrations ranged from 0.62-1.30 ppm. The PM0.5 particle size ranged from 0.010-0.019 mg/m³, the PM1 from 0.016 to 0.098 mg/m³ PM2.5 from 0.031-0.639 mg/m³, the PM5 of 0.106-2.277 mg/m³ and PM10 of 0.193-2.690 mg/m³ for roughly 1 hour. The CO concentration ranged from 9.6 to 18 ppm for a period of 1 hour, and its Threshold Limit Value - Time Weighted Average (TLV-TWA) was 10.76 ppm. The results demonstrated that exposure to VOC's and particulate matter, were present in the workplace before and after completion of cleanup activities. The way of application of some cleaning products and their constitution somewhat potentiated the increase of the total VOC´s. Some cleanup activities have the potential to increase the concentration of PM. The CO proved to be a relevant pollutant in the surroundings of the park.
Descrição: Mestrado em Segurança e Higiene no Trabalho
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/4855
Aparece nas colecções:ESTeSL - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Exposição ocupacional a compostos orgânicos voláteis.pdf4,2 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.