Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/4836
Título: Intervenção da fisioterapia na esclerose múltipla: uma revisão da literatura
Autor: Gervásio, Pio Higino
Orientador: Pedro, Luísa
Palavras-chave: Fisioterapia
Medicina de reabilitação
Esclerose múltipla
Revisão da literatura
Physiotherapy
Rehabilitation
Multiple sclerosis
Literature review
Data de Defesa: 2014
Editora: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Citação: Gervásio PH. Intervenção da fisioterapia na esclerose múltipla: uma revisão da literatura [Dissertação]. Lisboa: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa/Instituto Politécnico de Lisboa; 2014.
Resumo: A esclerose múltipla é uma doença do sistema nervoso central, que afeta mais frequentemente mulheres jovens. A esclerose múltipla é uma doença progressiva e imprevisível, resultando em alguns casos de incapacidades e limitações a nível físico, psicológico e social. Objetivo: Revisão da literatura na busca de evidência da efetividade da fisioterapia na Intervenção da Esclerose Múltipla. Método: As pesquisas foram feitas nas bases de dado SciELO, RCAAP, PubMed e B-ON, selecionados artigos com idioma Inglês e Português, publicados entre os anos de 2003 a 2013. Na SciELO foi utilizada as seguintes palavras-chave: Esclerose Múltipla e Fisioterapia na Esclerose Múltipla tendo como resultado 16 artigos. No RCAAP fisioterapia na esclerose múltipla, fisioterapia e intervenção da fisioterapia na esclerose múltipla tendo como resultados 12 artigos. Na B-ON intervention of physical therapy in multiple sclerose e exercise in multiple sclerosis tendo como resultado 17 artigos e na PubMed foram utilizadas as mesmas da B-ON, tendo como resultados 13. Resultados: Após a seleção dos artigos, utilizou-se os critérios de inclusão e exclusão. Tivemos como amostra final 26 artigos ou seja 32 foram excluídos e 26 incluídos. Discussão: A intervenção da fisioterapia é importante para uma administração bem-sucedida das limitações funcionais, incapacidades e melhorias sobre a qualidade de vida dos pacientes com esclerose múltipla. Os pacientes devem incidir precocemente numa intervenção de neurofacilitação e nos casos de EDSS menor que 7 e estáveis deverão realizar exercício. O número de séries de exercícios deverá iniciar com 1-3 séries, aumentando progressivamente para 3-4 séries. O descanso entre as séries de exercícios deverá ser de 2–4 minutos. Alguns autores aconselham a combinação de treino aeróbico e de força. Com 3 sessões/semana de treino de força e 1 sessão de exercício aeróbio. Conclusão: Através da leitura dos resultados podemos verificar que a fisioterapia tem um papel fundamental na reabilitação e prevenção do indivíduo com esclerose múltipla.
ABSTRACT - Multiple sclerosis is a disease of the central nervous system that affects more frequently young women. It is a progressive and unpredictable disease, resulting in some cases of disabilities and limitations to physical, psychological and social level. Purpose: To review the literature searching for evidence of the effectiveness of physiotherapy intervention in Multiple Sclerosis. Methodology: The research was performed in the databases SciELO, RCAAP, PubMed and B-ON, where articles in english and portuguese idioms published from 2003 to 2013 were selected. In the SciELO database were used the following keywords: multiple sclerosis and Physioterapy in multiple sclerosis, having as result 16 articles. The keywords in the RCAAP database were Physioterapy in multiple sclerosis, Physioterapy and intervention of Physioterapy in multiple sclerosis, having as result 12 articles. In B-ON databases the keywords were intervention of physical therapy in multiple sclerose and exercise in multiple sclerosis, having as result 17 articles and in the database PubMed were used the same keyword of B-ON, having as result 13 articles. Results: After selecting the items, using the criteria for inclusion and exclusion as a final sample we have come to 26, been 32 articles excluded and 26 included. Discussion: The physiotherapy intervention is important for a successful management of functional limitations, disabilities, and to improve the quality of life of patients with multiple sclerosis. Patients should be submitted to early intervention of neurofacilitation and in cases of EDSS less than 7 with stability they should perform the exercise. The number of series of exercises should start with 1-3 series, progressively increasing to 3-4 series. The resting between series of exercises should be 2-4 minutes. Some authors advise the combination of aerobic and strength training with 3 sessions / week of strength training and 1 session of aerobic exercise. Conclusion: Through the reading of the results we can see that physical therapy plays a key role in the prevention and rehabilitation of individuals with multiple sclerosis.
Descrição: Mestrado em Fisioterapia
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/4836
Aparece nas colecções:ESTeSL - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Intervenção da fisioterapia na esclerose múltipla_uma revisão da literatura.pdf546,84 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.