Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/4435
Título: A supervisão nas estruturas intermédias do 1º ciclo: as coordenações de ano
Autor: Miranda, Sílvia Filipa da Silva
Orientador: Leite, Teresa
Palavras-chave: Supervisão
Coordenação de ano
Estruturas de gestão intermédia
Colaboração
Desenvolvimento profissional docente
Supervision
Coordination of year
Intermediate management structures of
Collaboration
Teacher professional development
Data de Defesa: Dez-2014
Citação: Miranda, S. F. S. (2014). A supervisão nas estruturas intermédias do 1º ciclo: as coordenações de ano [Dissertação de mestrado] Escola Superior de Educação de Lisboa/Instituto Politécnico de Lisboa, Lisboa
Resumo: As Coordenações de Ano são estruturas de gestão intermédia específicas das escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico. Com este estudo pretendemos perceber as finalidades, orientações e modo de funcionamento das Coordenações de Ano. Neste sentido, estudamos o caso da Coordenação de Ano num Agrupamento de Escolas da região de Sintra. Utilizamos as entrevistas semiestruturadas para tentar saber quais as perceções dos Professores e dos Coordenadores de Ano sobre a organização e finalidades destes órgãos e qual o papel supervisivo que desempenham ou devem desempenhar, procurando ainda saber o seu contributo para o Desenvolvimento Profissional Docente. Realizamos também a análise das quatro atas das reuniões do 2º período do ano letivo 2013/14, para perceber as formas de organização das reuniões de Coordenação de Ano e os eixos de ação dos seus coordenadores, nomeadamente no exercício da função supervisiva. No cruzamento dos dados obtidos, concluímos que existe algum consenso em relação às finalidades e funções da Coordenação de Ano, embora os Coordenadores de Ano lhe atribuam mais finalidades e funções que os professores. Nas reuniões de grupo de Ano, os Professores e os Coordenadores acham positiva a colaboração estabelecida entre os docentes, referindo a existência de momento de partilha e reflexão sobre a prática. No entanto, nos documentos analisados, essa reflexão não se torna visível, assumindo as reuniões preferencialmente a finalidade de prestação de contas e não de análise formativa do processo curricular desenvolvido. A função supervisiva das Coordenações de ano não é enunciada pelos docentes nas entrevistas e não é discernível na análise das atas. Quanto inquiridos diretamente sobre o assunto, torna-se notório que não existe consenso entre os professores sobre se o Coordenador de Ano deve ou não ter uma função supervisiva e consideram que, até ao momento, esta não contribuiu para o seu desenvolvimento profissional.
ABSTRACT The Year Coordination are specific intermediate management structures of the schools of the 1st cycle of primary education. With this study we intend to understand the purposes, guidelines and method of work of the Year Coordination. Since, we studied the case of the Coordination of Year in a Group of Schools of the Sintra region. We used semi-structured interviews to know which the perceptions of the Teachers and Coordinators of Year about the organization and purpose this management and which the supervision roles that they have done or should do, looking for know their contribution to the Teacher Professional Development. We also performed the analysis of the four minutes of meetings of the 2nd term of the school year 2013/2014, to understand the organizational forms of the Year Coordination meetings and lines of action of their coordinators, particularly in the exercise of supervision function. At the intersection of the data obtained, we conclude that there is some consensus on the purposes and functions of the Year Coordination. Although the Year Coordinators place more purposes and functions that teachers. In the year group meetings, Teachers and Coordinators found the established cooperation between teachers positive, referring to the existence of time-sharing and reflection on practice. However, in the analyzed documents, this reflection does not become visible, assuming the meetings preferably the purpose of accountability and not formative analysis of the curricular process developed. The supervision function of Year Coordination is not stated by the teachers in the interviews and it is not discernible in the analysis of the minutes. The respondents directly about it, it becomes clear that there is not consensus between teachers about the Year Coordinator should or should not have a supervision function and consider that, so far, this has not contributed to their professional development.
Descrição: Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação de Lisboa para obtenção do grau de mestre em Ciências da Educação, especialidade em Supervisão em Educação
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/4435
Aparece nas colecções:ESELx - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
As coordenações de ano.pdf1,47 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.