Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/4367
Título: A educação tecnológica como disciplina de opção de escola e os novos desafios do professor no ano de transição
Autor: Nunes, Joana Isabel da Costa Reis
Orientador: Elvas, Paula
Palavras-chave: Educação tecnológica
Literacia tecnológica
Tecnologia educativa
Oralidade
Avaliação formativa
Technological education
Technological literacy
Technologically competent citizens
Oracy
Formative assessment
Data de Defesa: Dez-2014
Resumo: Este estudo apresenta-se em forma de investigação ação refletindo sobre os desafios de lecionar a disciplina de educação tecnológica, no ano de transição da mesma para oferta de escola, com a redução dos tempos letivos, a introdução das metas educativas e o desaparecimento do programa da disciplina. Esta investigação pretende averiguar como o docente pode adaptar a disciplina a este novo paradigma e lançar-lhe novas perspetivas do ponto de vista didático. Esta é abordada como disciplina de contexto inserida num projeto de formação transversal que engloba as realidades sociais dos atores, os eixos estruturantes da didática da educação, ensino tecnológico e os referentes de conhecimento tecnológico. Propôs-se e colocou-se em prática um ensino assente na avaliação formativa, arriscando em novas abordagens, ao contrário da tradicional aposta em projetos de médio e longo prazo direcionados para o trabalho técnico e manual. Investiu-se em sessões de formação assentes no ensino pela oralidade (Alexander, 2012), em novas competências de ensino (Perrenoud, 2000) e novas abordagens aos alunos (olhando-os como para um público-alvo), na tentativa de esboçar um novo percurso para a disciplina. A recolha de dados foi realizada de forma a reunir as informações necessárias pela observação participante através do registo de diários de aula e de avaliação, grelhas de observação, trabalhos dos alunos e questionários. Compreendeu-se que poderá haver vantagens em direcionar esta disciplina para a formação de cidadãos tecnologicamente competentes se, e só se ensinarem estes de forma a garantir-lhes as ferramentas que permitam dar respostas a questões de cidadania tecnológica com confiança e autonomia ou seja, a todas as questões travessais à sociedade desta era em que a tecnologia está implantada no tecido civilizacional. Ao fazermos isto, estamos a promover literacia tecnológica, aprendizagem ao longo da vida, cidadania ativa, crítica intervencionista em oposição ao consumismo passivo.
ABSTRACT This study presents, in the form of research in action, a reflexion on the challenges of teaching the subject of technological education during the year of transition from the core curriculum to it being offered by each school, with a reduction in class time, the introduction of educational goals and the disappearance of the subject programme. This research seeks to ascertain how teachers can adapt the subject to this new paradigm and offer fresh perspectives from a didactic point of view. This is addressed as a context subject within a cross-training project that takes into account the social background of the actors, the main principles of teaching technology and related technological knowledge. The proposal is to put into practice teaching based on a formative assessment, venturing into new approaches, unlike traditional investment in medium and long-term projects directed towards technical and manual work. We invested in training sessions based on oracy (Alexander, 2012) on new teaching skills (Perrenoud, 2000) and new approaches to students (seeing them as a target audience), in an attempt to outline a new direction for the subject. Data collection was conducted in order to gather the necessary information by means of participant observation through the recording of lesson diaries and assessment, observation grids, student work and questionnaires. It was understood that there may be advantages in directing this subject towards the training of technologically competent citizens, if they are taught in a manner that ensures them the tools to enable responses with confidence and autonomy to issues of technological citizenship, i.e. all issues that cut across society in this era where technology is embedded into the fabric of civilisation. By doing this, we are promoting technological literacy, lifelong learning and active, critical and interventionist citizenship, as opposed to passive consumerism.
Descrição: Relatório de estágio apresentado à Escola Superior de Educação de Lisboa para obtenção de grau de mestre em Ensino da Educação Visual e Tecnológica no Ensino Básico
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/4367
Aparece nas colecções:ESELx - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
JoanaNunes 2010578.pdf24,94 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.