Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/4251
Título: Contributo para a validação de uma escala pediátrica, Peabody Developmental Motor Scale-2 (versão portuguesa)
Autor: Leitão, Patrícia
Orientador: Nave Leal, Elisabete
Pedro, Luísa
Palavras-chave: Fisioterapia
Medicina de reabilitação
Criança
Escala de Motricidade Grossa da PDMS-2
Desenvolvimento motor
Peabody Developmental Motor Scale-2
Physiotherapy
Rehabilitation
Children
Global Motor Developmental Scales of PDMS-2
Motor development
Data de Defesa: 2014
Editora: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Citação: Leitão P. Contributo para a validação de uma escala pediátrica, Peabody Developmental Motor Scale-2 (versão portuguesa) [Dissertation]. Lisboa: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa/Instituto Politécnico de Lisboa; 2014.
Resumo: Introdução: Em Portugal denota-se a existência de poucos instrumentos devidamente validados para avaliar o desenvolvimento motor da criança, no âmbito da fisioterapia pediátrica. Tendo em conta a necessidade de basear a prática clinica do fisioterapeuta cada vez mais na evidência científica, revela-se de extrema importância o desenvolvimento de instrumentos de avaliação válidos e fiáveis, que permitam ao fisioterapeuta uma avaliação objetiva e padronizada dos seus resultados. O presente estudo pretende dar um contributo para a validação da subescala de Motricidade Global da Peabody Developmental Motor Scale – 2 (PDMS-2), na sua versão portuguesa, e analisar sua validade e eficácia quando aplicados em crianças com e sem atraso do desenvolvimento motor, com idade dos 0 aos 71 meses. Pretende-se assim verificar algumas das propriedades psicométricas da versão portuguesa da escala (apenas na componente de Motricidade Global), nomeadamente a coerência interna, da sua fiabilidade teste-reteste e a sensibilidade face às diferentes faixas etárias abrangidas e a crianças com atraso no desenvolvimento motor. Método: Após obter as devidas autorizações aplicou-se a Subescala de Motricidade Global da PDMS-2 e um questionário de caracterização da condição da amostra de 68 crianças residentes na localidade de Moura. Foi realizado o teste-reteste, e verificada a consistência interna de cada dimensão da escala na componente QMG de forma a serem analisados estatisticamente. Resultados: Verificaram-se níveis elevados de coerência interna em todas as dimensões com o alpha de Cronbach a variar entre os 0,87 para a subescala dos reflexos, 0,93 para a subescala da Postura, 0,96 para as Habilidades Manipulativas e 0,99 para a subescala de Locomoção, o que indica a existência de uma elevada consistência interna. A fiabilidade teste-resteste também se revelou elevada com valores de CCI acima dos 0,88. Ao nível da validade de constructo verificaram-se as diferenças entre as pontuações médias das crianças com e sem atraso de desenvolvimento motor não foram estatisticamente significativas. Conclusão: A Subescala de Motricidade Global da versão portuguesa da PSMS-2 mostrou possuir boas propriedades psicométricas, quer a nível de coerência interna, que ao nível da fiabilidade teste-reteste. Não mostrou conseguir discriminar entre crianças com atraso de desenvolvimento motor. Considerou-se uma escala abrangente, útil e clara mas a sua aplicação mostrou-se longa.
ABSTRACT - Introduction: In Portugal it’s denoted the existence of a few well validated instruments to assess the motor development of children within the pediatric physical therapy. Given the increasingly need to base clinical practice on scientific evidence, it appears to be extremely important the development of valid and reliable assessment tools, allowing the physiotherapists to do an objective evaluation of their results. The present study aims to contribute to the validation of Gross Motor subscale of Peabody Developmental Motor Scale-2 (PDMS-2), in its Portuguese version, and analyze its validity and effectiveness when applied to children aged 0 to 71 months with and without motor development delay. The aim is to check some of the psychometric properties of the Portuguese version of the scale (only the Gross Motor subscale), including internal consistency, the test-retest reliability and sensitivity to different age groups and children with motor development delay. Method: After obtaining the proper permits, the Gross Motor subscale of PDMS -2 and the questionnaire to characterize the sample were applied to 68 children, living in the town of Moura. The test - retest reliability and the internal consistency of the scale in each dimension were checked in the QMG component, in order to be analyzed statistically. Results: There were high levels of internal consistency in all dimensions with Cronbach's alpha varying between 0.87 for subscale reflexes, 0.93 for subscale Posture, 0.96 for Manipulative Skills and 0.99 for locomotion, which indicates the existence of a high internal consistency. The test - retest reliability was also revealed high, with ICC values above 0.88. In terms of the construct validity, the differences between the mean scores of children with and without delayed motor development were not statistically significant. Conclusion: The Global Motor Development Subscale of the Portuguese version of the PDMS - 2 has shown to have good psychometric properties, in terms of internal consistency, and test-retest reliability. It doesn’t have shown to be able to discriminate between children with delayed motor development. It’s considered to be a comprehensive scale, with clear items but it’s application showed to be long.
Descrição: Mestrado em Fisioterapia
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/4251
Aparece nas colecções:ESTeSL - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Contributo para a validação de uma escala pediátrica, PDMS II.pdf2,64 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.