Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/4245
Título: Análise descritiva das práticas e contextos em fisioterapia respiratória nos hospitais centrais públicos de Luanda
Autor: Rodrigues, Margit da Conceição Caetano
Orientador: Tomás, Mª Teresa
Palavras-chave: Fisioterapia
Medicina de reabilitação
Fisioterapia respiratória
Hospital
Sector público
Angola
Luanda
Physiotherapy
Rehabilitation
Respiratory physiotherapy
Public hospital
Data de Defesa: 2014
Editora: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Citação: Rodrigues MC. Análise descritiva das práticas e contextos em fisioterapia respiratória nos hospitais centrais públicos de Luanda [Dissertation]. Lisboa: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa/Instituto Politécnico de Lisboa; 2014.
Resumo: A fisioterapia respiratória pode proporcionar ao paciente maior conforto respiratório e qualidade nas atividades da vida diárias, promovendo uma melhor interacção do paciente com o meio em que vive, atuando em conjunto com as demais especialidades envolvidas no programa de reabilitação. Objetivo - O presente estudo teve como objetivo descrever e analisar as práticas e contexto utilizado pelos fisioterapeutas dos hospitais centrais públicos de Luanda. Metodologia – Estudo descritivo realizado entre dezembro/2013 a fevereiro/2014, em quatro hospitais centrais públicos de Luanda, com 22 fisioterapeutas, A recolha dos dados foi então feita utilizando um questionário que continha questões de resposta abertas e questões fechadas. Para a análise dos dados foi utilizado o software IBM Statistical Package for the Social Sciences (SPSS statistics 20.0 for Windows®). Os dados foram analisados de forma descritiva utilizando medidas de tendência central (médias) e de dispersão (amplitude de variação, valor máximo e valor mínimo). Resultados - Verificamos que a população estudada pertence maioritariamente ao Hospital Militar Principal de Luanda (41%). As idades dos profissionais respondentes situavam-se entre os 32 aos 53 anos (41±6 anos), sendo que três eram do género masculino (14%) e 17 eram do género feminino (77%), dois dos respondentes não preencheram esta questão. Os profissionais referiram diferentes níveis de formação. Apenas 13 fisioterapeutas (59%) intervinham em condições cardiorrespiratórias. A maior parte dos fisioterapeutas referenciaram nunca terem utilizado alguns dos meios de avaliação e indicadores clínicos e alguns métodos e técnicas referenciadas. Alguns dos fisioterapeutas alegaram não haver disponibilidade de equipamento nas unidades hospitalares. Os equipamentos utilizados ou disponíveis foram referenciados apenas por 10 técnicos. Conclusão - Os fisioterapeutas mostraram algum desconhecimento relativamente às novas formas de avaliação e intervenção em fisioterapia cardiorrespiratória as quais poderão auxiliar no raciocínio clínico e consequentemente se refletirão na maior eficácia da sua intervenção.
ABSTRACT - Respiratory therapy can provide the patient with greater respiratory confort and quality in the activities of daily living, promoting live in working with other specialities involved in the rehabilitation program. Purpose - This study aims to describe and analyze the context and practices used by physiotherapists in Luanda public and central hospitals. Methodology - A descriptive study of the December/2013 February/2014 at four public hospitals in central Luanda with 22 physiotherapists, data collection was then taken using a questionnaire that included questions of open and closed questions to answer data analysis IBM Statistical Package for Social Sciences (SPSS statistics 20.0 for Windows®) was used. Data were analyzed descriptively using measures of central tendency (mean) and dispersion (range, maximum and minimum values). Results - We found that the studied population belongs mostly to the Military Hospital of Luanda (41%) age of physiotherapist ranged from 32 to 53 years (41 ± 6 years), three were male (14%) and 17 were female gender (77%), two of the respondents did not complete this question. The surveyed physiotherapists reported different levels of training. Only 13 physiotherapists (59%) work in cardiorespiratory conditions. Most therapists have referred never used some techniques of assessment and clinical indicators and some methods and techniques refered. Some physiotherapists claimed no availability of equipment in hospitals. The equipment used or referenced were available only for 10 of the respondents. Conclusion - The physiotherapists showed some lack of knowledge on the new forms of assessment and intervention in cardiopulmonary physical therapy that can help the clinical reasoning and consequently be reflected in the increased effectiveness of their intervention.
Descrição: Mestrado em Fisioterapia
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/4245
Aparece nas colecções:ESTeSL - Dissertações de Mestrado



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.