Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/4241
Título: Avaliação ecocardiográfica da influência do jejum na resposta a um aumento reversível da pré-carga
Autor: Alves, Daniel Rodrigues da Silveira
Orientador: Ribeiras, Regina
Palavras-chave: Jejum
Cirurgia
Deplecção hídrica
Hemodinâmica
Fasting
Surgery
Fuid depletion
Hemodynamic
Data de Defesa: 2014
Editora: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Citação: Alves DR. Avaliação ecocardiográfica da influência do jejum na resposta a um aumento reversível da pré-carga [Dissertation]. Lisboa: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa/Instituto Politécnico de Lisboa; Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa; 2014.
Resumo: Introdução: Durante décadas o jejum pré-operatório foi considerado causador de uma deplecção hídrica importante, cuja não correcção seria responsável por instabilidade hemodinâmica durante o acto cirúrgico. Mais recentemente, vários estudos têm vindo a questionar esta idéia, crescendo o número de defensores de uma abordagem mais restritiva. Contudo, os resultados de diferentes trabalhos estão longe de apontar numa só direcção, sugerindo estratégias aparentemente contraditórias em diferentes contextos. Em consequência, a problemática da real influência hemodinâmica do jejum pré-operatório encontra-se ainda longe de ser definitivamente resolvida. Métodos: Realizámos um estudo observacional, analítico, longitudinal e prospectivo consistindo na avaliação ecocardiográfica de 31 voluntários ASA 1 e 2, antes e após um período de jejum superior a 6 horas. Em ambos os momentos foram recolhidos dados de variáveis ecocardiográficas estáticas e dinâmicas de pré-carga, cuja evolução foi posteriormente analisada. Testámos ainda a reprodutibilidade com que diferentes variáveis utilizadas conseguiam evidenciar uma alteração intencional na pré-carga (conseguida através da manobra de elevação passiva dos membros inferiores), identificando assim os parâmetros mais robustos no nosso estudo. Resultados: Observou-se grande variabilidade no comportamento das variáveis estáticas com o jejum, ao passo que as variáveis dinâmicas de pré-carga se comportaram todas de forma semelhante, não evidenciando alterações estatisticamente significativas nos dois períodos. A variação do VTI aórtico com a elevação passiva dos membros inferiores foi o único parâmetro dinâmico que exibiu um resultado consistente perante alterações conhecidas da pré-carga. Conclusão: O jejum pré-operatório não provocou uma diminuição da pré-carga na amostra estudada nem alterou a posição dos indivíduos na curva de Frank-Starling. A modificação do VTI aórtico com elevação passiva dos membros inferiores revelou-se a variável mais robusta para avaliação deste parâmetro, ao passo que as variáveis dependentes de variação respiratória não demonstraram um comportamento uniforme, não podendo por isso ser recomendadas com base nos resultados do presente estudo.
ABSTRACT - Background: For decades preoperative fasting has been considered to cause a significant fluid depletion which if not corrected would inevitably lead to hemodynamic instability during surgery. Recently, however, several studies have questioned this traditional point of view and a growing number of authors now propose a more restrictive approach to fluid management. Still, many conflicting results have been produced in different settings, and doubt remains as to the true hemodynamic influence of preoperative fasting. Methods: We conducted an observational, analytic, longitudinal, prospective study in which thirty-one ASA 1 and ASA 2 volunteers underwent an echocardiographic examination both before and after a fasting period of at least 6 hours. Data from both static and dynamic preload indices were obtained and subsequently compared and contrasted to evaluate the influence of fasting on those variables. We also tested the ability of different variables to identify a known preload variation (through the use of the passive leg raise maneuvre), to determine the most reliable parameters in our study. Results: There was considerable variation in the behaviour of different static preload variables with fasting, whereas the dynamic indices all behaved in a similar fashion, evidencing no statistically significant change between both periods. Aortic VTI variation with the passive leg raise maneuvre was the only dynamic preload variable to show a consistent result in the face of preload changes. Conclusion: Preoperative fasting did not cause a decrease in preload in conscious patients nor did it change an individual’s position in the Frank-Starling curve. Aortic VTI change with the passive leg raise maneuvre was shown to be the most robust variable to evaluate these changes, whereas the variables depending on respiratory variation did not exibit a consistent behaviour, thus not being recommended on the basis of this study alone.
Descrição: Mestrado em Tecnologia de Diagnóstico e Intervenção Cardiovascular - Ramo de especialização: Ultrassonografia Cardiovascular
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/4241
Aparece nas colecções:ESTeSL - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Avaliação ecocardiográfica da influência do jejum na resposta a um aumento reversivel da pre-carga.pdf2,89 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.