Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/4228
Título: Via verde coronária e enfarte agudo do miocárdio: tempo médio entre a admissão no serviço de urgência central e a reperfusão por angioplastia primária
Autor: Carapeto, Sara Cristina da Conceição
Orientador: Ribeiro, Fernando Miguel Reis
Palavras-chave: Cardiologia
Enfarte agudo do miocárdio
Serviço de urgência
Angioplastia primária
Tempo porta-balão
Cardiology
Acute myocardial infarction
Emergency
Primary angioplasty
Door-to-balloon time
Data de Defesa: 2012
Editora: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Citação: Carapeto SC. Via verde coronária e enfarte agudo do miocárdio: tempo médio entre a admissão no serviço de urgência central e a reperfusão por angioplastia primária [Dissertation]. Lisboa: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa/Instituto Politécnico de Lisboa; 2012.
Resumo: Introdução: Em contexto de enfarte agudo do miocárdio, o tempo que medeia a entrada do doente no Serviço de Urgência e o restabelecimento do fluxo TIMI II/III está fortemente relacionado com uma maior perda da função miocárdica. As actuais guidelines recomendam que o intervalo entre a chegada do doente ao hospital e o momento em que a artéria é aberta por angioplastia primária (tempo “porta-balão”), seja inferior a 90 minutos. Objectivo: Avaliar o tempo que medeia a admissão dos doentes com enfarte agudo do miocárdio (EAM) no Serviço de Urgência Central e o restabelecimento do fluxo coronário por Angioplastia Primária, num Hospital Central nos anos 2010 e 2011, e comparar com as recomendações internacionais. Metodologia: Foram analisados, retrospectivamente, todos os processos clínicos dos doentes tratados por angioplastia primária, no contexto de EAM, com admissão no Serviço de Urgência Central do Hospital de Santa Maria em 2010 e 2011. Foram excluídos da amostra os doentes com EAM transferidos de outras instituições e os que desenvolveram EAM em contexto de internamento. Resultados: A variável tempo porta-balão apresentou em 2010, uma mediana de 125,5 min. Relativamente a 2011, a mediana foi de 105 min. Verifica-se uma evolução positiva entre 2010 e 2011, os valores médios registados para esta variável sofrem um decréscimo de cerca de 20 minutos. Conclusão: O percurso hospitalar dos doentes submetidos a Angioplastia Primária, em particular o tempo porta-balão, está distante dos tempos recomendados pelas guidelines internacionais, i.e., em 2010 e 2011, o tempo porta-balão registado neste estudo foi superior a 90 minutos.
ABSTRACT - Introduction: In the context of acute myocardial infarction, the time that mediates the entry of the patient in the Emergency Department to the restoration of TIMI II/III is strongly associated with a greater loss of function post-myocardial infarction. Present guidelines recommend that the interval between the patients hospital admission and the opening of the artery by primary angioplasty (“door-to-balloon” time), be less than 90 minutes. Objective: Evaluate the time elapsing admission of patients with acute myocardial infarction (AMI) in the Central Emergency Department and restoration of coronary flow by Primary Angioplasty, in a Central Hospital in the years 2010 and 2011, and compared with international recommendations. Methods: We retrospectively analyzed all the clinical files of patients treated by primary angioplasty, in the context of AMI, with admission to the Central Emergency Department of Hospital of Santa Maria in 2010 and 2011. Were excluded from the sample patients with AMI transferred from other institutions and who developed AMI in the context of internment. Results: The door-to-balloon time variable introduced in 2010, an median of 125,5 minutes. For 2011, the median was 105 minutes. There is a positive trend between 2010 and 2011 the average values for this variable suffer a decrease of about 20 minutes. Conclusion: The hospital course of patients undergoing primary angioplasty, in particular the door-to-balloon time, is far from the recommended times by international guidelines, namely, in 2010 and 2011, the door-to-balloon time recorded in this study was over 90 minutes.
Descrição: Mestrado em Tecnologia de Diagnóstico e Intervenção Cardiovascular - Ramo de especialização: Intervenção Cardiovascular
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/4228
Aparece nas colecções:ESTeSL - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Via verde coronária e enfarte agudo do miocárdio1.pdfDissertação859,57 kBAdobe PDFVer/Abrir
Via verde coronária e enfarte agudo do miocárdio2.pdfRelatório de estágio309,56 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.