Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/4137
Título: A positividade aplicada às organizações: uma reflexão crítica sobre o contributo do comportamento organizacional positivo para a segurança no trabalho
Autor: Antunes, Ana Cristina Coelho
Cunha, Miguel Pina e
Caetano, António
Palavras-chave: Comportamento organizacional
Segurança no trabalho
Positividade
Data: Jun-2012
Editora: ISCTE-IUL
Citação: Antunes, A.C.,Caetano, A., & Cunha, M.P. (2012). A positividade aplicada às organizações:Uma reflexão crítica sobre o contributo do comportamento organizacional positivo para a saúde e segurança a no trabalho. Comunicação apresentada no II Workshop de Segurança e Saúde Comportamental, Lisboa, ISCTE, 19–20 Jun
Resumo: Com origem na esfera de positividade promovida pela psicologia positiva, o comportamento organizacional positivo tem revelado constituir uma mais - valia para os processos e pr áticas organizacionais. Um construto central n este campo é o capital psicológico, composto por quatro capacidades psicológicas positivas – o optimismo, a resiliência, a esperança e a auto - eficácia. A evidência empírica sugere que este construto está associ ado a resultados individuais e organizacionais benéficos, quer para o indivíduo quer para a organização. A presente comunicação constitui uma reflexão crítica acerca dos principais contributos e relevância que este construto pode t er para o s campo s da segu rança e da saúde no trabalho . Os avanços neste novo campo do saber, ao nível teórico e empírico , fornecem a base para pesquisas futuras que examinem a relação entre o capital psicológico e a criação de ambientes de trabalho mais saudáveis e com maior segur ança. A partir da proposta teórica de Salanova (2008) e de estudos empíricos que mostram o papel que o capital psicológico pode ter na promoção de factores associados à saúde no trabalho, como o bem - estar (Avey, Luthans, Smith & Palmer, 2010; Little, Gooty & Nelson, 2007) e a qualidade de vida no trabalho (Nguyen & Nguyen , 2011), será analisada a importância deste construto ímpar e são sugeridas futuras vias de investigação que articulem com maior clareza o capital psicológico e a saúde no trabalho. O s trabalhos pioneiros de Eid, Mearns, Larsson, Laberg and Johnsen (2012) dão o mote para uma análise crítica sobre os contributos do capital psicológico para a compreensão dos factores individuais que afectam a segurança no trabalho.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/4137
Aparece nas colecções:ESCS - Comunicações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
abstract_A positividade aplicada às organizações.pdf351,16 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.