Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/4029
Título: Bullying escolar – Intervenientes, ações e sentimentos associados: um estudo com alunos do 2º e 3º ciclos da região do Algarve
Outros títulos: School bullying – Actors, actions and associated feelings: a study with students from 2nd and 3rd cycles of the Algarve region
Autor: Minghelli, Beatriz
Nunes, Carla
Abílio, Filipa
Palavras-chave: Bullying
Meio escolar
Adolescente
Portugal
Região
Região do Algarve
School
Adolescent
Data: Nov-2014
Editora: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Citação: Minghelli B, Nunes C, Abílio F. Bullying escolar – Intervenientes, ações e sentimentos associados: um estudo com alunos do 2º e 3º ciclos da região do Algarve. Saúde & Tecnologia. 2014;(12):33-40.
Resumo: Introdução – O bullying pode ser definido como atitudes agressivas, intencionais e repetidas durante um período de tempo. Diversos estudos verificaram a prevalência de bullying entre estudantes de vários países e demonstraram que este é um problema internacional e que pelo menos um em cada dez estudantes está envolvido numa situação de bullying. Objetivos – Caracterizar as situações de bullying no ambiente escolar, o papel do estudante, os sentimentos associados a essas ações e identificar as características do agressor. Métodos – A amostra foi constituída por 519 alunos matriculados em duas escolas da região sul de Portugal que preencheram um questionário anónimo sobre uma situação de bullying que vivenciaram, descrevendo o papel do aluno e o que sentiram nesta situação. Resultados – Os resultados revelaram que em 61,7% dos casos se tratou de agressão física e 29,7% de agressão verbal. Desempenharam o papel de agressores 12,7% dos alunos, 21,8% foram vítimas e 63,6% foram testemunhas desta situação. 10,6% dos alunos relataram sentir bem, 11% mostraram indiferença e 78,4% dos alunos sentiram‑se mal com a situação de bullying. Verificou‑se que, com o avanço da idade, o estudante aumentava em 1,5 vezes a probabilidade de desempenhar o papel de agressor e os rapazes apresentavam 5,2 vezes mais probabilidades de vir a ser agressor numa situação de bullying. Conclusão – O presente estudo verificou que a maioria dos alunos participou de uma situação de bullying escolar como testemunha, sendo os casos mais comuns de agressão física. A maioria dos alunos sentiu‑se mal com essa situação. Os rapazes e os alunos com mais idade tiveram mais probabilidade de vir a desempenhar o papel de agressor numa situação de bullying.
ABSTRACT - Introduction – Bullying can be defined as aggressive, intentional and repeated actions over a period of time. Several studies have examined the prevalence of bullying among students from various countries showing that this is an international problem, involving at least one in ten students. Objectives – Characterize the bullying actions in the school environment, the student role, the feelings associated with these actions and identify the characteristics of the offender. Methods – The sample was composed by 519 students, enrolled in two schools in southern Portugal. Each student was invited to fill out an anonymous questionnaire, describing one situation of bullying, that they have experienced, their role and feelings about this situation. Results – The results revealed a prevalence of 61.7% cases of physical aggression and 29.7% of verbal allocation. 12.7% of students were aggressors, 21.8% were victims and 63.6% were witnesses. 10.6% reported feeling well, 11% showed indifference and 78.4% of students felt badly. It was found that for each year more the student increases 1.5 times the probability to be the aggressor and the boys have 5.2 times more likely to come into the role of aggressor in a situation of bullying. Conclusion – The present study found that all students were involved in one school bullying situation, most of the times as a witness, with physical aggression and felt bad about it. The boys and older students over age were more likely to play the role of aggressor in a bullying situation.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/4029
ISSN: 1646-9704
Aparece nas colecções:ESTeSL - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Bullying escolar_Intervenientes, ações e sentimentos associados.pdf99,52 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.