Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/4011
Título: Indicadores prognósticos na hipertensão pulmonar
Autor: Coelho, João Tiago Isidro Teixeira
Orientador: Diogo, António Nunes
Oliveira, Eduardo Infante de
Palavras-chave: Hipertensão pulmonar
Avaliação prognóstica
Morte
Género
Saturação de oxigénio da aurícula direita
NT-proBNP
Pulmonary hypertension
Prognostic assessment
Death
Gender
O2 saturation right atrium
Data de Defesa: 2013
Editora: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Citação: Coelho JT. Indicadores prognósticos na hipertensão pulmonar [Dissertation]. Lisboa: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa/Instituto Politécnico de Lisboa; Faculdade de Medicina/Universidade de Lisboa; 2013.
Resumo: Introdução: A Hipertensão Pulmonar (HP) é uma patologia associada a um prognóstico desfavorável com elevada taxa de morbi e mortalidade. Na literatura descrevem-se indicadores prognósticos, e sabe-se que é igualmente influenciada pela etiologia de base. Com base na avaliação prognóstica, é possível efectuar uma adequada estratificação de risco e consequente orientação terapêutica. Objectivos: Correlacionar os diferentes indicadores prognósticos com a evolução clínica dos doentes até à ocorrência do evento adverso simples – MORTE. Metodologia: Estudo retrospectivo, tipo descritivo-correlacional com método de abordagem quantitativo. Foi constituída uma população-alvo de 64 indivíduos. Com base em variáveis demográficas, biométricas, perfil de risco vascular pulmonar, avaliação clínica, analítica e parâmetros hemodinâmicos estudou-se estatisticamente a sua relação com o evento adverso simples - MORTE – até ao máximo de 24 meses. O intervalo de confiança considerado foi de 95% (p <0,05) e utilizaram-se os testes de Mann-Whitney Qui-Quadrado, Regressão de Cox, Coeficiente de Spearman e análise de sobrevivência Kaplan-Meier. Resultados: Dos 64 indivíduos em estudo, 45 (70,3%) pertencem ao sexo feminino, com uma idade média de 56,25±15,58 anos. De acordo com a classificação clínica distribuem-se da seguinte forma: Grupo 1 com 26 indivíduos (40,6%), grupo 3 com 14 indivíduos (21,8%) e o grupo 4 com 8 indivíduos (12,5%), existindo 16 indivíduos (25%) sem classificação. Faleceram 14 doentes (21,9%), durante um período de seguimento clínico de 24 meses. Variáveis com significado estatístico entre o grupo de mortos e vivos na análise bivariada; o género (p=0,011) e o biomarcador NT-proBNP (p=0,023). Foram identificados com base em modelos de regressão logística, predictores de mortalidade como a saturação de O2 na aurícula direita (AD) (OR: 0,912 IC 95% 0,048-0,99 p=0,028), o género (OR: 0,095; IC 95% 0,012-0,753; p=0,026) e o NT-proBNP (OR: 5,466; IC 95% 1,163-25,689; p=0,031). A análise de sobrevivência documenta, como indicadores de prognóstico a classe funcional (p=0,010), o género (HR: 0,135; IC 95% 0,026-0,713; p=0,029) e o biomarcador NT-proBNP (HR: 3,072; IC 95% 1,043-9,048; p=0,042). Considerações finais: No presente estudo foi possível identificar parâmetros com significado estatístico, predictores de mortalidade e indicadores prognósticos como o género, a saturação de O2 na AD e o NT-proBNP, nos diferentes intervalos cronológicos estudados, sendo estes mais robustos e orientadores que outros parâmetros hemodinâmicos e bioquímicos. A importância dos resultados obtidos contribui para uma estratificação de risco mais adequada da população com Hipertensão Pulmonar (HP), com o intuito de diminuir o risco de mortalidade e aumentando o respectivo tempo de sobrevivência.
ABSTRACT - Background: Pulmonary arterial hypertension is a disease with a poor prognosis and a high rate of morbidity and mortality. Various prognostic variables are described in the literature, although they are in close relationship with the etiology of Pulmonary Hypertension. Based on the assessment of prognosis it is nowadays possible to make well orientated risk stratification and consequently an appropriate therapeutic orientation. Aim: The aim of this study was to identify prognostic factors influencing clinical outcome. The primary endpoint used in the study was DEATH. Methods: A retrospective, descriptive-correlation method with a quantitative analysis was used. A total of 64 patients with Pulmonary Arterial Hypertension were included in the study, age: 56.25±15.58 years; 45 (70.3%) females. Demographic and biometric parameters, pulmonary vascular risk profile, clinical status, laboratory and hemodynamic parameters, were used for the analysis of the relationship between the variables and the primary endpoint (death) at 24 months. A 95% confidence interval was used (p <0.05). Mann-Whitney, Chi-Square, Cox Regression, Coefficient Spearman, and Kaplan-Meier survival curves were the statistical tests used in the study. Results: Of the total population studied (n=64), there were 14 deaths (21.9%) over a follow-up period of 24 months (14±7.76 months). According to clinical classification, are distributed as follows: Group 1, 26 patients (40.6%), group 3, 14 patients (21,8%) and group 4 with 8 patients (12.5%), there are 16 patients (25%), unranked. Variables with statistical significance between the group dead and alive in the bivariate analysis; gender (p=0.011) and NT-proBNP (p=0.023). Were identified based on logistic regression models, O2 saturation of RA (OR: 0.912; 95% CI 0.041 to 0.99; p=0.028), gender (OR: 0,095; 95% CI 0,012 to 0,757; p=0,026) and NT-proBNP (OR: 7.89; 95% CI 1.235 to 50.389; p=0.029) as predictors of mortality. Survival analysis documented the functional class (p=0.010), gender (HR: 0.135; IC 95% 0.026-0.713; p=0.029) and NT-proBNP (HR: 3.072; IC 95% 1.043-9.048; p=0.042) as prognostic indicators. Conclusion: In this study, gender, O2 saturation of RA and NT-proBNP were found to be statistically significant, predictors of mortality and prognostic indicators at different follow-up periods. They are more powerful than others hemodymanic and biochemical parameters. The impact of the results may contribute for a greater understanding of the risk stratification in the Pulmonary Arterial Hypertension population, providing a depth insight into reducing the risk of mortality and increasing survival in these patients.
Descrição: Mestrado em Tecnologia de Diagnóstico e Intervenção Cardiovascular - Ramo de especialização: Intervenção Cardiovascular
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/4011
Aparece nas colecções:ESTeSL - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Indicadores prognósticos na hipertensão pulmonar.pdf2,04 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.