Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/3710
Título: Tecnologia, economia e política: o telégrafo como antecessor da Internet
Autor: Subtil, Filipa Mónica de Brito Gonçalves
Palavras-chave: Telégrafo
James W. Carey
Internet
Sublime tecnológico
Telegraph
Technological sublime
Data: Mai-2014
Editora: LABCOM - Online Communication LAB
Citação: Subtil, Filipa (2014) "Tecnologia, economia e política: o telégrafo como antecessor da Internet", Estudos em Comunicação nº 15 Esp, pp. 25-40
Resumo: Na história da comunicação moderna, após o desenvolvimento da imprensa, o telégrafo desencadeou uma revolução nas comunicações da qual a Internet é a herdeira contemporânea. A reflexão sobre o telégrafo pode abrir perspectivas sobre as tendências, as possibilidades e os problemas colocados pela Internet. O telégrafo tem sido objecto de estudos que tendem a privilegiar sobretudo a história desta tecnologia, o contexto social e o seu significado institucional (ex. Thompson, 1947; Standage 2007 [1998]). James W. Carey, no seu ensaio “Technology and Ideology. The Case of the Telegraph”, propõe uma abordagem distinta. No telégrafo, vê o protótipo de muitos impérios comerciais de base científico-tecnológica que se lhe seguiram, um modelo pioneiro para a gestão de empresas complexas; um dos promotores da configuração nacional do mercado e de um sistema nacional de comunicações; e um catalisador de um pensamento futurista e utópico das tecnologias da informação. Tendo no horizonte a revolução das comunicações promovida pela Internet, o artigo revisita aquele ensaio seminal para explorar o alcance, mas também os problemas de uma perspectiva que concebe a inovação do telégrafo como uma metáfora para todas as inovações que anunciaram o período histórico da modernidade e que tem determinado até aos nossos dias as principais linhas de desenvolvimento das comunicações modernas.
In the history of modern communication, after the development of the printing press, the telegraph unleashed a revolution in communications. Today, Internet is in many wys its heir. Reflections on the telegraph may open up perspectives concerning tendencies, possibilities and pitfalls of the Internet. The telegraph has been well explored in literature on communication and media which tends to emphasize the history of this technology, its social context and institutional meaning (e.g. Thompson, 1947, Standage, 2007 [1998]). James W. Carey, in his essay “Technology and Ideology. The Case of the Telegraph” (2009 [1983]), suggests a distinctive approach. In the telegraph, Carey sees the prototype of many subsequent commercial empires based on science and technology, a pioneer model for complex business management; an instigator of the national market and the national communications system; and a promoter of a futurist and utopian thought of information technologies. Having in mind a revolution in communications promoted by the Internet, this paper revisits this seminal essay to explore its attainment, as well as the problems of this kind of approach which conceives the innovation of the telegraph as a metaphor for all the innovations announcing modernity and determining still today the main lines of development in modern communication systems.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/3710
ISSN: 1646-4974
Versão do Editor: http://www.ec.ubi.pt/ec/15/pdf/EC15-2014Jun-03.pdf
Aparece nas colecções:ESCS - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
EC15-2014Jun-03.pdf308,47 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.