Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/3666
Título: Conceções e práticas de ciência de educadores de infância
Autor: Figueiredo, Isabel Cristina Rodrigues Ferreira
Orientador: Ramos, Mercês
Palavras-chave: Conceções de ciência
Educação em ciências
Atividades de ciência no jardim de infância
Formação de educadores
Literacía científica
Science conceptions
Science education
Science activities on kindergarten
Educators training
Scientific literacy
Data de Defesa: Nov-2012
Citação: Figueiredo, I. C. R. F. (2012). Conceções e práticas de ciência de educadores de infância [Dissertação de mestrado]Escola Superior de Educação de Lisboa/Instituto Politécnico de Lisboa, Lisboa
Resumo: Sendo as Ciências e a Educação em Ciências vastamente consideradas como importantissimas na literacia de um país e do seu povo, sabendo que esta literacia deve ser iniciada cada vez mais cedo, o jardim de Infância deve fomentar o desenvolvimento de competências sociais, cognitivas e afetivas, que permitam que as crianças sejam cidadãos mais autónomos, críticos e responsáveis. Dado que a investigação educacional tem vindo a mostrar, cada vez mais, uma grande relevância das conceções sobre ciência de professores e de educadores, o presente estudo foi conduzido com o objetivo de fazer um levantamento, através de inquérito por questionário e entrevista, sobre as conceções e práticas que estes profissionais têm sobre as ciências, permitindo perceber que atividades de ciências implementam e de que forma o fazem; que importância lhe atribuem, no que se refere ao desenvolvimento de capacidades, competências, atitudes e novas aprendizagens e também se a formação inicial lhes deu as bases necessárias para abordar com segurança os temas de ciências. Apesar de os educadores mostrarem vontade e reconhecerem a importância das ciências para as crianças, nem sempre o trabalho e as atividades que realizam vão de encontro à forma como as ciências devem ser abordadas junto das crianças. Verifica-se alguma confusão na diferença entre atividades e temas e, entre atividades práticas e experimentais, principalmente no que respeita ao conceito de variável. Este estudo mostra que a falta de formação que os educadores têm nesta área, tanto a nível de formação formal académica (inicial), como a nível de formação informal quer contínua, quer pessoal, leva consequentemente a atitudes de insegurança na implementação de novos tipos de atividades e de novos temas, conduzindo a repetições, quer na natureza das atividades, quer nos temas abordados.
ABSTRACT The Science and Scientific Education are widely considered as fundamental on the literacy of a country and its people, knowing that this literacy must be initiated as soon as possible, the kindergarten must foment the development of social, cognitive and affective skills which may allow the children to be more autonomous, critical and responsible citizens. Seeing that the educational investigation has been increasingly proving the relevance of the conceptions of teachers and educators about science, this study was conducted with the purpose of surveying, through a questionnaire and interview, the conceptions and practices that these professionals have about sciences, allowing to understand which science activities they implement and the importance that they assign to it regarding the development of skills, capabilities, attitudes and new learning and also if the initial training provides the children with the required basis to safely approach the science subjects. Although educators show will and recognise the importance of science learning for the children, not always the work and activities they usually perform meet the way on which the sciences must be approached close by the children. There is some confusion on the difference between the activities and subjects, and between practical and experimental activities, mainly on which concerns the concept of variable. This study shows the lack of training of the educators in this area, either on the (initial) academic formal training as well as during the continuous informal personal training, which consequently leads to insecurity attitudes on the implementation of new types of activities and new subjects leading to repetitions either on the nature of the activities as well as on the subjects approached.
Descrição: Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação de Lisboa para obtenção do grau de Mestre em Ciências da Educação Especialidade em Didáctica das Ciências da Natureza
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/3666
Aparece nas colecções:ESELx - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Conceções e práticas de ciência de educadores de infância.pdf2,45 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.