Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/3657
Título: Variabilidade introduzida pelo operador no processamento dos estudos Gated-SPECT do miocárdio
Outros títulos: Variability introduced by the operator in processing myocardial Gated-SPECT studies
Autor: Antunes, Marta O.
Gomes, Rafael R.
Vieira, Lina
Palavras-chave: Medicina nuclear
Gated-SPECT
Parâmetros quantitativos
Reprodutibilidade
Variabilidade inter-operador
Variabilidade intra-operador
Nuclear medicine
Inter-operator variability
Intra-operator variability
Quantitative parameters
Reproducibility
Data: Mai-2014
Editora: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Citação: Antunes MO, Gomes RR, Vieira L. Variabilidade introduzida pelo operador no processamento dos estudos Gated-SPECT do miocárdio. Saúde & Tecnologia. 2014;(11):5-10.
Resumo: Introdução – Os estudos Gated – Single Photon Emission Computed Tomography (SPECT) são uma das técnicas de imagiologia cardíaca que mais evoluiu nas últimas décadas. Para a análise das imagens obtidas, a utilização de softwares de quantificação leva a um aumento da reprodutibilidade e exatidão das interpretações. O objetivo deste estudo consiste em avaliar, em estudos Gated-SPECT, a variabilidade intra e interoperador de parâmetros quantitativos de função e perfusão do miocárdio, obtidos com os softwares Quantitative Gated SPECT (QGS) e Quantitative Perfusion SPECT (QPS). Material e métodos – Recorreu-se a uma amostra não probabilística por conveniência de 52 pacientes, que realizaram estudos Gated-SPECT do miocárdio por razões clínicas e que integravam a base de dados da estação de processamento da Xeleris da ESTeSL. Os cinquenta e dois estudos foram divididos em dois grupos distintos: Grupo I (GI) de 17 pacientes com imagens com perfusão do miocárdio normal; Grupo II (GII) de 35 pacientes que apresentavam defeito de perfusão nas imagens Gated-SPECT. Todos os estudos foram processados 5 vezes por 4 operadores independentes (com experiência de 3 anos em Serviços de Medicina Nuclear com casuística média de 15 exames/semana de estudos Gated-SPECT). Para a avaliação da variabilidade intra e interoperador foi utilizado o teste estatístico de Friedman, considerando α=0,01. Resultados e discussão – Para todos os parâmetros avaliados, os respectivos valores de p não traduziram diferenças estatisticamente significativas (p>α). Assim, não foi verificada variabilidade intra ou interoperador significativa no processamento dos estudos Gated-SPECT do miocárdio. Conclusão – Os softwares QGS e QPS são reprodutíveis na quantificação dos parâmetros de função e perfusão avaliados, não existindo variabilidade introduzida pelo operador.
ABSTRACT: Introduction – Gated - Single Photon Emission Computed Tomography (SPECT) is one of cardiac imaging techniques with more development over last decades. For image analysis, the use of quantification software leads to increased reproducibility and accuracy of interpretations. The purpose of this study was to assess, in Gated-SPECT studies, intra and inter-operator variability of quantitative parameters of myocardial perfusion and function, obtained with the software Quantitative Gated SPECT (QGS) and Quantitative Perfusion SPECT (QPS). Material and methods – We used a non-probability sample of convenience of 52 patients who underwent myocardial Gated-SPECT studies for clinical indications and that formed ESTeSL’s Xeleris workstation database. The fifty-two studies were divided into two groups: Group I (GI) of 17 patients with normal myocardial perfusion images; Group II (GII) of 35 patients with perfusion defects in Gated-SPECT images. All studies were processed 5 times by 4 independent operators (with 3 years of experience in Nuclear Medicine Services with a sample mean of 15 Gated-SPECT studies per week). Friedman´s statistical test was used to assess intra and inter-operator variability, considering α = 0.01. Results and discussion – To all variables, the respective p values did not reflected statistically significant differences (p> α). Thus, there was no significant intra or inter-operator variability in processing myocardial Gated-SPECT studies. Conclusion – QGS and QPS software allow a reproducible quantification of the evaluated function and perfusion parameters, with no variability introduced by the operator.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/3657
ISSN: 1646-9704
Versão do Editor: https://web.estesl.ipl.pt/ojs/index.php/ST/article/view/944
Aparece nas colecções:ESTeSL - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Variabilidade introduzida pelo operador no processamento dos estudos Gated_SPECT do miocardio.pdf1,16 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.