Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/3496
Título: A importância dos activos intangíveis nas empresas não financeiras dos índices PSI 20, IBEX 35 e CAC 40
Autor: Monteiro, Tiago Henrique Filipe
Orientador: Nogueira, João Raposo Teixeira
Palavras-chave: Activos intangíveis
Capital intelectual
Conhecimento
Divulgação
Mensuração
Reconhecimento
Intangible assets
Disclosure
Intellectual capital
Knowledge
Measurement
Recognition
Data de Defesa: Set-2013
Resumo: O conhecimento surgiu nas últimas décadas como a nova fonte do valor empresarial substituindo alguns dos tradicionais factores de produção, tais como o capital, a terra ou o trabalho. Em resultado do aparecimento desta nova realidade intangível, a contabilidade, a economia e a gestão têm procurado novas formas de identificar, reconhecer e mensurar estes activos, de modo a transmitir uma imagem mais verdadeira e transparente da posição financeira e da informação relatada pelas empresas. Esta temática assume diversas designações: activos do conhecimento na teoria económica, capital intelectual nas teorias de gestão ou até activos intangíveis nas teorias contabilísticas. Neste contexto, pretende-se com este estudo contribuir para o desenvolvimento e consolidação dos conceitos subjacentes à temática dos activos intangíveis. Na elaboração deste trabalho procedeu-se à revisão dos principais conceitos e definições existentes dentro de cada uma das áreas, seguindo-se o seu enquadramento a nível contabilístico. Após a revisão da literatura, efectuaram-se dois estudos empíricos, com o objectivo de avaliar a importância dos activos intangíveis, quer em termos da informação disponibilizada pelas empresas, quer em termos da definição do valor de mercado, nas empresas não financeiras cotadas no PSI 20, IBEX 35 e CAC 40, no ano de 2012. Através da análise do impacto que o reconhecimento, mensuração e divulgação dos intangíveis têm nas empresas não financeiras cotadas nas bolsas de valores de Portugal, Espanha e França, verifica-se, estatisticamente, se os intangíveis são ou não importantes para a criação de valor e para a avaliação feita pelos investidores. O estudo empírico permitiu concluir que o índice de divulgação, bem como o peso dos activos intangíveis, continua ainda diminuto nas empresas, em termos de reconhecimento no balanço (demonstração da posição financeira), na medida em que grande parte dos gastos em intangíveis é ainda reconhecida directamente nos resultados, em linha com o preconizado pelos diversos normativos contabilísticos presentemente em vigor. A metodologia adoptada na valorização destes é activos é também ela pouco consensual na medida em que se baseia fundamentalmente em dados históricos. Porém, a volatilidade e os rígidos sistemas contabilísticos não permitem que os activos intangíveis sejam devidamente explicitados. Por outro lado, os investidores parecem ser mais sensíveis ao capital humano do que a qualquer outra das vertentes do capital intelectual abordadas.
In recent decades, knowledge has emerged as a new source of enterprise value replacing some of the traditional production factors, namely capital, land and labor. As a result of this emerging intangible reality, accounting, economics and management have sought new ways to identify, recognize and measure these assets to allow for a more true, fair and transparent view of the financial position and other information to be reported by companies. This topic assumes many designations: active knowledge in economics, intellectual capital in management theories, and also intangible assets in accounting theories. In this context, the aim of this study is to contribute to the development and consolidation of concepts underlying the theme of intangible assets. In preparing this work dissertation, a review of the main concepts and definitions associated with economics and management that exist within each area of the accounting framework was completed. Further to the theoretical review mentioned, two empirical studies were done to assess the importance of intangible assets, both in terms of disclosure of information and in terms of the definition of market value for non-financial companies listed in the PSI 20, IBEX 35 CAC and 40 of 2012. Through the analysis of the impact that the recognition, measurement and disclosure of intangible assets has in non-financial companies listed on the stock exchanges of Portugal, Spain and France, it is noted whether the intangibles are important or not for value creation and evaluation made by investors. The empirical study concluded that the disclosure index, together with the weight of intangible assets, remains low in the companies under observation to the extent that most of expenses on the intangible assets is still recognized affecting directly the income of the period, in line with recommended accounting standards currently in effect. The methodology adopted for valuation of these assets is also not consensual as it is based primarily on historical data. However, the volatility and rigid accounting systems do not allow for intangible assets to be properly explained. On the other hand, investors appear to be more sensitive to human capital than any of the other aspects addressed.
Descrição: Mestrado em Contabilidade
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/3496
Aparece nas colecções:ISCAL - Dissertações de Mestrado



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.