Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/3381
Título: Teatro em Portugal: The ladies are not for burning (ou o assalto à casa dos homens)
Autor: Vasques, Eugénia
Palavras-chave: Teatro
Portugal
Mulheres
Actrizes
Dramaturgas
Encenadoras
Data: 1997
Resumo: Uma das características do teatro português que, como espectadora, aprendiza de actriz ou crítica de teatro, sempre me impressionou vivamente, mesmo depois do 25 de Abril de 1974, foi a continuada (e aparentemente “natural”!) subalternização do papel das mulheres sobretudo no que diz respeito a questões de autoria e cargos de direcção no teatro. Basta comparar o número de encenadores e directores de Companhia com o de mulheres ocupando responsabilidades idênticas para se constatar que, apesar do pioneirismo da Constituição Portuguesa em termos de igualdades, continua a existir, tanto no teatro como no resto da sociedade (que este reflecte), um enorme desequilíbrio que razões culturais e sociológicas (logo, políticas) poderão facilmente explicar. Como se continua, correntemente, a afirmar (e muitas mulheres não só o dizem como até o escrevem), em Portugal, as pessoas que concebem, dirigem, actuam, criticam ou analisam são, num plural significativo,… “os nossos homens de teatro”!
Descrição: Artigo de reflexão sobre o papel subalterno das mulheres no teatro em Portugal.
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/3381
Aparece nas colecções:ESTC - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Teatro_em_Portugal_THE_LADIES.pdf196,82 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.