Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/3374
Título: Comunicação do risco natural em Portugal
Autor: Jesus, Sandra Cristina Moreira de
Orientador: Eiró-Gomes, Mafalda
Palavras-chave: Comunicação do risco
Riscos naturais
Fenómenos naturais
Perigo
Emergência
Catástrofes naturais
Calamidades naturais
Desastres
Acidentes naturais
Comunicação de crise
Incerteza
Porta-voz
Guia de boas práticas
Proteção civil
Perceção do risco
Comunicação do risco - Portugal
Indicadores de indignação
Confiança
Credibilidade
Risk communication
Natural hazard
Natural phenomena
Danger
Emergency
Natural disasters
Catastrophes
Accidents
Crisis communication
Uncertainty
Spokesman
Good practices guide
Civil defense
Risk perception
Risk communication - Portugal
Outrage factors
Trust
Credibility
Percepção do risco
Data de Defesa: Jun-2013
Resumo: Na presente dissertação pretende-se compreender como é que a comunicação do risco é considerada pelos profissionais ligados à gestão do risco no domínio das calamidades naturais em Portugal. Para tal, além da fundamentação teórica acerca do objeto de estudo deste trabalho, ou seja, da comunicação do risco, pretende-se reunir algumas pistas que permitam compreender a visão que os profissionais ligados à gestão do risco, nomeadamente no âmbito das calamidades naturais têm desta disciplina de comunicação. É igualmente propósito desta dissertação aferir se a sociedade civil tem acesso a informação no que concerne a comportamentos redutores do risco no domínio da ocorrência de uma catástrofe natural, tais como um sismo ou um tornado. Neste sentido, pretende-se, portanto clarificar, em primeiro lugar, se existem, de facto, esforços de comunicação no que diz respeito à divulgação de informação sobre os riscos inerentes a um determinado fenómeno natural. E, segundo compreender o motivo pelo qual a sociedade civil portuguesa não tem um papel ativo no processo de gestão do risco: será que esta inércia se deve à falta de interesse (aliada à ignorância) da população no que concerne a temática do risco, em particular, no domínio da ocorrência de catástrofes naturais. Por fim, na presente dissertação é apresentado um guia de boas práticas para porta-vozes no domínio da comunicação do risco.
ABSTRACT: The present Master final work aims to understand how risk communication is considered by professionals involved in risk management in the field of natural disasters in Portugal. To this end, besides the theoretical background about the object of study of this work, is intended to bring together some clues in order to understand the vision about this communication’ s discipline sustained by the professionals involved in risk management, particularly in the context of natural disasters. It is also a purpose of this dissertation assessing whether civil society has access to information concerning the conduct of reducing risk in the area of occurrence of a natural disaster such as an earthquake or a tornado. In this sense, the aim is therefore to clarify, first, whether there are, in fact, communication efforts regarding the disclosure of information about the risks inherent in a particular natural phenomenon. And, second, to understand why the Portuguese civil society has not an active role in the process of risk management: is this inertia due to lack of interest (along with ignorance) of the population regarding the issue of risk particularly in the field of natural disasters. Finally, in this Master final work is presented a good practices guide for spokespersons in the field of risk communication.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/3374
Aparece nas colecções:ESCS - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
CR-Texto-Integral-FINAL.pdf1,07 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.