Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/3205
Título: Rentabilidade e risco na comercialização agregada de energia elétrica
Autor: Conduto, Sérgio Manuel Correia
Orientador: Camus, Cristina Inês
Eusébio, Eduardo Adelino Mateus Nunes
Palavras-chave: Liberalização
Liberalization
Mercados de energia elétrica
Electricity markets
Agregadores
Aggregators
Comercialização
Marketing
Carteira de clientes
Customer portfolio
Rentabilidade
Profitability
Risco
Risk
Data de Defesa: Set-2013
Editora: Instituto Superior de Engenharia de Lisboa
Citação: CONDUTO, Sérgio Manuel Correia - Rentabilidade e risco na comercialização agregada de energia elétrica. Lisboa: Instituto Superior de Engenharia de Lisboa, 2013. Dissertação de mestrado.
Resumo: As relações comerciais existentes no mercado elétrico português têm sido sujeitas a transformações, verificando-se um afastamento faseado ao longo dos anos da intervenção do Estado português, desde 1975. A entrada de Portugal na Comunidade Económica Europeia acarretou a tomadas de medidas que permitissem a livre concorrência dos intervenientes da produção e comercialização de energia elétrica. O governo português era detentor do monopólio do setor elétrico em 1975, que foi sendo dissolvido com as sucessivas privatizações e com a separação das atividades respeitantes a cada atividade do setor. A abertura do setor elétrico iniciou-se com a permissão à geração de energia para consumo ou venda à rede, permitindo produzir eletricidade de forma distribuída a qualquer cidadão ou empresa. Atualmente, em pleno ano de 2013, verifica -se a completa liberalização do setor, sendo possível a qualquer cliente, independentemente da potência contratada escolher o seu fornecedor de serviço. À semelhança do que existe noutros países, pode ser criada uma figura do mercado, que seja um facilitador das relações comerciais entre cliente e vendedor (produtor/retalhista) adquirindo energia, e garantir a venda da energia do produtor independente. O agente facilitador de negociação em ambiente de mercado pode ser conhecido como agente comercial ou agregador, que tenta minimizar custos para consumidores e maximizar os proveitos dos produtores. Na tentativa de criar uma carteira de clientes, o agente comercial/agregador terá de conhecer o perfil energético e o risco associado a cada cliente, calculando a sua rentabilidade que advém da sua negociação num mercado como o MIBEL. Na presente dissertação idealizou-se um agente comercial/agregador que utiliza a Teoria da Carteira de Markowitz, de ativos financeiros, aplicada a ativos energéticos, foi realizado um estudo onde se definiu a melhor a constituição da carteira, e construiu-se a fronteira/superfície eficiente que permite visualizar o domínio risco/rentabilidade.
Abstract: Existing trade relations in Portuguese electricity market have been subject to changes by checking if a phased withdrawal over the years of state intervention Portuguese since 1975. Portugal's entry into the European Economic Community led to measures that would allow free competition of the actors in the production and sale of electricity. The Portuguese government was the monopoly of the electricity sector in 1975, which was being dissolved with the successive privatization and the separation of activities relating to each activity sector. The opening of the electricity sector began with the permission to generate electricity for consumption or sale to the grid, allowing produce electricity in a distributed manner to any citizen or company. Currently in full-year 2013, there is a full liberalization of the sector, it is possible to any customer, regardless of the contracted power to choose your service provider. Similar to what exists in other countries, you can create a picture of the market, which is a facilitator of trade relations between client and vendor (manufacturer / retailer) purchasing power and ensure the sale of the energy of the independent producer. The facilitator trading in a market environment can be known as a commercial agent or aggregator, which attempts to minimize costs to consumers and producers maximize profits. In an attempt to create a portfolio of clients, the commercial agent/aggregator will need to know the energy profile and the risk associated with each customer by calculating the profitability that comes from their trading on as MIBEL. In this dissertation was idealized, a commercial agent/aggregator that uses the theory of Markowitz portfolio of financial assets, applied to energy assets, a study was conducted to better define where the constitution of the portfolio, and built up the border/efficient surface area to view the risk/return.
Descrição: Dissertação para obtenção do grau de Mestre em Engenharia Electrotécnica na Área de Especialização de Energia
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/3205
Aparece nas colecções:ISEL - Eng. Electrotécn. - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação.pdf5,49 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.