Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/299
Título: A importância da actividade física em pacientes submetidos a transplante hepático: estudo longitudinal
Autor: Tomás, Mª Teresa
Santa-Clara, Helena
Monteiro, Estela
Bruno, Paula Marta
Barroso, Eduardo
Sardinha, Luís
Palavras-chave: Fisioterapia
Reabilitação
Polineuropatia amiloidótica familiar
Transplante de órgãos
Fígado
Data: Mar-2011
Editora: Sociedade Portuguesa de Hepatologia
Citação: Tomás MT, Santa-Clara H, Monteiro E, Bruno PM, Barroso E, Sardinha L. A importância da actividade física em pacientes submetidos a transplante hepático: estudo longitudinal. In 4º Congresso Português de Hepatologia, Aveiro, 10 a 12 de Março de 2011. Comunicação oral.
Resumo: Polineuropatia Amiloidótica Familiar (PAF) é uma doença neurodegenerativa que conduz a polineuropatia motora e sensitiva e a limitações funcionais. O transplante de fígado é presentemente a única intervenção eficaz no retardar da evolução da PAF. Objectivos do estudo: verificar os efeitos de um período de 6 meses de destreino na composição corporal e capacidade funcional num grupo de pacientes PAF submetidos a transplante hepático e que previamente haviam participado num programa de exercício combinado com a duração de 6 meses.
Descrição: Prémio da Sociedade Portuguesa de Hepatologia para melhor comunicação oral.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/299
Aparece nas colecções:ESTeSL - Comunicações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
A importância da actividade física em pacientes submetidos a transplante hepático.pdf977,59 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.