Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/2950
Título: Escavações profundas em meios urbanos
Autor: Dias, Fernando Augusto Soler
Orientador: Vasquez, Filipe Manuel Vaz Pinto Almeida
Gomes, Tiago Marcos Dias
Palavras-chave: Prospecção geológica-geotécnica
Escavações e contenções
Instrumentação
Data de Defesa: Jan-2013
Editora: Instituto Superior de Engenharia Civil
Citação: DIAS, Fernando Augusto Soler - Escavações profundas em meios urbanos. Lisboa: Instituto Superior de Engenharia de Lisboa, 2013. Dissertação de mestrado.
Resumo: Uma das áreas da Engenharia Civil que sempre se revelou fascinante e até algo enigmática está directamente associada à geotecnia. Com efeito, a constituição tão variada que um solo pode apresentar, a presença de água no seu interior e os seus diferentes comportamentos sempre despertaram interesse. Associando a heterogeneidade do solo às escavações que nos últimos anos se foi presenciando na região super povoada de Lisboa, facilmente é despertado um misto de fascínio e curiosidade pelos métodos de escavação em meios urbanos como Lisboa. Pode recordar-se, por exemplo, a escavação que foi efectuada no Vale de Santo António, em Lisboa, cuja contenção ainda permanece visível neste momento e onde se pôde presenciar a utilização de equipamentos de porte considerável, embora sem a percepção do tipo de solução aplicada e dos motivos que levaram à sua utilização. Ao ter a oportunidade de observar ocasionalmente obras deste tipo, surgem questões para as quais se pretendia responder. A solução de contenção adoptada é sempre a mesma? E, se não, que tipo de soluções de contenção existem? Quais os critérios que definem a sua escolha? A solução de contenção depende do tipo de solo existente no local? E sendo assim, como se obtêm esta informação? É seguro executar uma escavação vertical de 10, 15 ou mais metros junto a estruturas existentes, muitas delas algumas vezes com muitos anos e num estado de conservação deficiente? Como se controla o comportamento das estruturas circundantes a uma escavação durante a sua execução? E como se concretiza a fundação de um edifício ou outra estrutura, num solo com fraca resistência, como aqueles que todos sabemos existirem, por exemplo, na baixa de Lisboa, em que temos predominantemente areias e lodos? Apesar de, durante a formação académica, se obterem respostas concretas a muitas destas questões, existe a necessidade de complementar este conhecimento, aliando-lhe a componente prática e analisando casos específicos. No âmbito do trabalho final de mestrado tentou assim complementar-se o conhecimento anteriormente adquirido juntando-lhe agora a vertente prática. Deste modo o tema selecionado foi “ESCAVAÇÕES PROFUNDAS EM MEIOS URBANOS”. O objectivo do trabalho é contribuir para uma resposta às questões acima enumeradas, em especial no âmbito da concretização prática, com a possibilidade de acompanhar uma obra desta natureza, que decorre entre o nascimento de um projecto e a sua concretização, com escavações em zonas em que são necessárias medidas especiais de contenção. Nesse sentido dividiu-se este trabalho em duas partes: PARTE I – Metodologias construtivas para escavações em meios urbanos Esta parte inicial de enquadramento integra um trabalho intenso de revisão de bibliografia desta área do conhecimento, com análise de diversos temas associados às escavações em meios urbanos – estudo dos solos, processos construtivos para escavação (com ou sem contenção) e fundações (superficiais e profundas). Esta parte do relatório integra assim uma compilação dos principais conhecimentos teórico-práticos revistos, sendo constituída pelos seguintes capítulos: 2. PROSPECÇÃO GEOLÓGICO-GEOTÉCNICA 3. ESCAVAÇÕES E CONTENÇÕES 4. INSTRUMENTAÇÃO PARTE II – Acompanhamento de obra “Palácio Condes de Murça” em Lisboa Esta parte correspondeu ao acompanhamento da execução de uma contenção periférica com 2 a 4 caves em Santos, Lisboa. Neste trabalho efectuar-se-á um relatório pormenorizado dos trabalhos acompanhados e processos construtivos adoptados. Nesta medida, esta parte é constituída pelas seguintes secções: 5. ENQUADRAMENTO DA OBRA 6. EXECUÇÃO DA CONTENÇÃO
Descrição: Trabalho Final de Mestrado para obtenção do grau de Mestre em Engenharia Civil
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/2950
Aparece nas colecções:ISEL - Eng. Civil - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação.pdf6,75 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.