Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/2942
Título: As representações das educadoras de infância na inclusão de crianças com nee
Autor: Joaquim, Sónia Isabel Ramos
Orientador: Fuertes, Marina
Palavras-chave: Necessidades educativas especiais
Inclusão
Educação de Infância
Special needs,
Inclusion
Childhood education
Data de Defesa: Mai-2011
Resumo: O movimento Inclusivo inicia-se de forma lenta nos anos 60. No ano de 1994, o reconhecimento da Declaração de Salamanca torna-se um marco determinante, operando uma grande mudança nas mentalidades e nos sistemas.Neste documento, afirma-se o direito de todos os alunos à frequência da escola regular. Desde então, a Inclusão e os seus intervenientes têm motivado diversas investigações. O presente estudo exploratório foi conduzido com o objectivo de conhecer as representações das Educadoras de Infância face à Inclusão. Para o efeito, foram realizadas entrevistas a vinte educadoras com formação, idades e tempos de serviço distintos. Todas as entrevistadas tinham experiência recente de Inclusão de crianças com NEE nos seus grupos. A maioria das educadoras entrevistadas posicionam-se a favor da inclusão, mormente, consideraram haver entraves que dificultam o processo inclusivo: a escassa formação na área das NEE, a dificuldade de acesso a recursos materiais e humanos e a problemática da criança com NEE (se for uma problemática grave). Para colmatar estas necessidades, solicitam ajuda a outros profissionais, através da troca de experiências e de informações que consideram úteis. A maioria das educadoras refere trabalhar em equipa com a educadora de Intervenção Precoce. Um dos aspectos a salientar é a dificuldade evidenciada pelas educadoras na compreensão de determinados conceitos relativos à prática pedagógica, denominadamente, o conceito de diferenciação curricular. As educadoras, na sua maioria, afirmam não fazer trabalho diferenciado, quando, na realidade, programam em conjunto com a Educadora da Equipa da Intervenção Precoce. Em conjunto individualizam um plano de trabalho a desenvolver com a criança com NEE. Quotidianamente, mencionam dar mais tempo e acompanhar personalizadamente a criança com NEE.
Abstract Inclusive movement sprung slowly in the sixties. In the year of 1994, the recognition of the Salamanca Declaration turned out to be a marking point, which operated a major change in the mentalities and systems. This document states the right of all students to regular school attendance. Since then, Inclusion and its actors have motivated several studies. The present study was conducted in order to meet the representations of Childhood Educators towards Inclusion. To this end, interviews were conducted with 20 Educators whose training, ages and professional time experience were different. All interviewees had recently faced inclusive experiences with Special Needs children in their classes. The majority of Educators involved stand out in favor of Inclusion, especially considering factors such as the existence of barriers that hinder inclusive process, inadequate training in the area of Special Needs, the difficulty of access to material and human resources and the intrinsic problem of the SEN children (if considered a serious problem). To meet these needs, these Educators request assistance from other professionals through the exchange of experiences and information they consider useful, over more referring to the team work with the Early Intervention Educator. As far as the results obtained in the study are concerned, one of the most relevant aspects is the difficulty that Educators face in understanding certain concepts related to educational practice, such as the concept of curriculum differentiation. The majority of the Educators state that they are not really committing to a differentiated work when they are in fact doing it, since they admit to program the developing procedures for the Special Needs Child with the help of the Early Intervention Educator and mention to spend more time in the personalized support to the child.
Descrição: Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação de Lisboa para obtenção do grau de Mestre em Ciências da Educação - Especialidade Educação Especial: Problemas de Cognição e Multideficiência
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/2942
Aparece nas colecções:ESELx - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
As representações das educadoras de infância na inclusão de crianças com nee.pdf911,43 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.