Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/2935
Título: NEE: inclusão e relação escola-família
Autor: Coelho, Regina Cláudia Dinis
Orientador: Fuertes, Marina
Palavras-chave: Necessidades educativas especiais
Inclusão
Família
Educação de Infância
Special needs
Inclusion
Family
Childhood education
Data de Defesa: Out-2010
Citação: Coelho, R. C. D. NEE: inclusão e relação escola- familia [Dissertation]. Escola Superior de Educação de Lisboa/Instituto Politécnico de Lisboa; 2010.
Resumo: O movimento Inclusivo tem origem de forma lenta nos anos 60. Em 1994, a aceitação da Declaração de Salamanca é um marco decisivo, operando uma grande mudança nas mentalidades e nos sistemas. Neste documento afirma-se o direito de todos os alunos à frequência da escola regular. Desde então, a Inclusão e os seus intervenientes têm motivado diversas investigações. O presente estudo foi conduzido com o objectivo de conhecer as representações das Educadoras de Infância face à Inclusão e à relação da escola- famílias das crianças com NEE. Para o efeito, foram realizadas entrevistas a 21 Educadoras com formações, idades e tempos de serviço distintos. Todas as entrevistadas tinham, pelo menos, 5 anos de serviço e experiências de Inclusão de crianças com NEE nos seus grupos. Apesar da legislação nacional prever a Inclusão, a maioria das Educadoras entrevistadas é desfavorável a esta prática, justificando a sua posição com insuficiências na sua formação e a dificuldade de acesso a recursos materiais e humanos. Para colmatar estas necessidades, as profissionais solicitam ajuda a colegas que recebem mais apoios, através da troca de experiências e de informações que consideram úteis. Outro resultado inquietante deste estudo revela que as famílias das crianças com NEE, não são envolvidas no processo educativo. Os pais possuem um papel passivo, sendo convidados a participar, apenas, como receptores de informação e não consultados nas decisões. É a escola que define as estratégias de intervenção e as rotinas da criança, sem considerar as necessidades e rotinas das famílias das crianças com NEE. No entanto, as Educadoras são quase unânimes em afirmar a importância do trabalho continuado entre a escola e a casa. Com efeito, as entrevistadas ressalvam que, o envolvimento das famílias as motiva e influência positivamente o seu trabalho junto da criança com NEE.
ABSTRACT Including children with special needs become a national concern only by early 60s. In 1994, the acceptance of the Salamanca Declaration was a milestone in operating a major shift in educational conceptions and practices. This document stays that all students have the right to regular school attendance. Since then, special needs as theme has generated a solid body of research. This study aims to investigate pre-school teachers’ representations about including children with special needs in their classes and about their relationship with children families. Therefore, 21 interviews were conducted. Our sample was composed by pre-school teachers with different backgrounds, chronological ages and year of professional experience. All subjects had at least 5 years experience and at least one of experience with children with Special Needs in their classes. Although national legislation grants the inclusion right, most teachers were unfavorable to that practice, justifying their position with insufficient training and lack of resources. Those professionals seek help next to their colleagues by the exchange of experiences and information. Another striking result is that families of children with Special Needs are not involved in the educational process. A passive role is provided to parents, being invited only to take part of educational activities as receivers of information and they are not consulted on decisions. It is the school that defines the intervention strategies and routines of the child, without considering the needs and routines of children families. However, teachers were almost unanimous in asserting the importance of maintain a strait relationship between parents and teacher. Indeed, they feel that families’ involvement is key aspect for including children with special needs.
Descrição: Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação de Lisboa para obtenção do grau de Mestre em Educação Especial - Especialidade Problemas de Cognição e Multideficiência
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/2935
Aparece nas colecções:ESELx - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
NEE Inclusão e relação escola familia.pdf855,42 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.