Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/2556
Título: Execução da Augi 42, Casal do Sapo, Sesimbra
Autor: Penim, Luís Severo
Orientador: Silva, José Eduardo Carvalho de Matos e
Cruz, João António Aleixo da
Palavras-chave: Augi
Infra-estruturas
Infra-structures
Gestão de obra
Direcção de obra
Management
Direction
Projecto
Quality
Qualidade
Project
Data de Defesa: Fev-2012
Citação: Penim, Luís Severo - Execução da Augi 42, Casal do Sapo, Sesimbra. Lisboa: Instituto Superior de Engenharia de Lisboa, 2012. Dissertação de Mestrado.
Resumo: O estágio desenvolvido na empresa de construção Manuel da Graça Peixito, incidiu sobre Direcção e Gestão de Obra na execução de um projecto de reconversão urbanística a aplicar na AUGI 42 localizada no Casal do Sapo em Sesimbra. As áreas urbanas de génese ilegal, denominadas de AUGI, surgiram no inicio da década de 60, como um fenómeno que surgiu de forma a colmatar a carência no parque habitacional das periferias das grandes áreas metropolitanas do território nacional. O ambiente urbano gerado pela existência das AUGI, muitas vezes de proporções de grande dimensão, evidencia inúmeras carências e problemas a níveis sociais, económicos, urbanísticos e legais. A gestão de obra é uma actividade essencial na execução da obra e no planeamento de todas as tarefas a realizar com o melhor tratamento económico e financeiro. A direcção de obra tem como principais funções a selecção de recursos humanos, escolha e montagem dos órgãos de apoio logístico, a aquisição atempada e negociação de materiais. O Gestor e Director de Obra é colocado num ciclo operacional de optimização de recursos e eficiências, em que as duas funções, gestão e direcção de obra, são complementares e a abordagem do contexto interactivo do controlo da obra, em termos da produção, da gestão económica e financeira, da gestão do tempo, do cumprimento das normas de saúde e segurança no trabalho e no assegurar da qualidade, são claramente identificadas, enquanto veículo indispensável do cumprimento do contrato de empreitada. O processo de reconversão urbanística aplicado na AUGI 42 teve como estrutura de proposta a seguinte base: primeiro na recolha de dados relativo à AUGI 42 e na definição de um planeamento do faseamento numa estratégia de execução da empreitada; segundo na constituição e caracterização da execução de variadas infra-estruturas (rede de drenagem de esgotos domésticos e pluviais, rede de abastecimento de águas, rede de telecomunicações, rede eléctrica, rede de gás, rede viária e arranjos de espaços exteriores). Este processo e consequente proposta surgem como um contributo fundamental na melhoria da qualidade de vida das populações, como também da funcionalidade do sistema urbano que compõe as AUGI.
The internship developed in the construction company Manuel da Graça Peixito Lda, was focused on Project and Construction Managements of the AUGI’s 42 urban qualification, located in Casal do Sapo, at the Portuguese town of Sesimbra. The urban areas of illegal origin, called AUGI’s, appeared in the early 60’s, as a phenomenon which has expanded rather abruptly, mainly in the suburbs of the major metropolitan areas nationwide in order to comply with local habitation demands. The urban environment generated by the existence of AUGI’s, often in large proportions, endowed with its countless problems and weaknesses, at social, economic, urban and legal level. Project Management in construction is an essential activity to perform the best work execution and tasks planning to be undertaken with the best economic and financial purposes. Construction Management has as main functions human resources selection, logistical support choice and negotiating of materials acquisition. The Project Manager operates a cycle of optimization and efficiencies on which these functions are complementary and constitute an interactive approach to control the evaluation of the work in terms of production, economic and financial management, time management, compliance of health and safety standards at work and in quality insurance, and are clearly identified as essential to the fulfillment of the construction venture. The structure for the urban qualification project implemented in AUGI’ 42 was based on the following: first, collecting data and definition of the planning strategy during the construction venture; secondly, the execution of the different infrastructure networks (domestic sewage and drainage, water supply, telecommunications, electricity, gas, roads and green areas). This process and the subsequent approach, emerge as a major contribution to improve the populations quality of life, but also the functionality of the urban system related to the AUGI’s.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/2556
Aparece nas colecções:ISEL - Eng. Civil - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação.pdf12,1 MBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 0 - Plano de trabalhos_AUGI 42.pdf48,04 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 1 - Planta da Rede de Drenagem de Águas Residuais Domésticas e Pluviais_AUGI 42.pdf1 MBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 2- Planta da Rede de Abastecimento de ÁGuas e Incêndios_AUGI 42.pdf1,71 MBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 3- Planta da Rede de Infraestruturas de Telecomunicações_AUGI 42.pdf1,26 MBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 2- Planta da Rede de Abastecimento de ÁGuas e Incêndios_AUGI 42_preto.pdf1,7 MBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 4- Planta da Rede de Infraestruturas de Eléctricas_Rede de Distribuição em Baixa Tensão - L.pdf959,55 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 5- Planta da Rede de Infraestruturas de Eléctricas_Rede de Iluminação Pública_AUGI 42.pdf1,02 MBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 6- Planta da Rede de Infraestruturas de Eléctricas_Rede de Distribuição Média Tensão_AUGI 4.pdf1,2 MBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 7- Planta da Rede de Gás Natural_AUGI 42_preto.pdf963,81 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 8- Planta da Rede Viária_AUGI 42.pdf527,75 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 9- Planta da Rede de Sinalização_AUGI 42.pdf2,1 MBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 10- Planta dos Arranjos Exteriores_AUGI 42.pdf3,27 MBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 11 - Plano de Monitorização e Medição_2011.pdf110,46 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 12a - Controlo de Qualidade_FC - Aterros_rede de esgotos_ - FC AT 01.pdf31,92 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 12b - Controlo de Qualidade_FC - Escav Abert Valas_rede de esgotos_ - FC EAV 01.pdf39,01 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 12c - Controlo de Qualidade_FC - Rede Esgotos - FC RES 01.pdf15,84 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 12d - Controlo de Qualidade_FC - Rede Águas - FC RA 01.pdf21,74 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 12e - Controlo de Qualidade_FC - Escav Abert Valas_rede de telecomunicações_ - FC EAV 01.pdf39,08 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 12f - Controlo de Qualidade_FC - Rede Telecomunicações - FC RT 01.pdf15,98 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 12g -Controlo de Qualidade_ FC - Escav Abert Valas _Electricidade_- FC EAV 01 -.pdf38,7 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 12h - Controlo de Qualidade_FC - Escav Abert Valas _Gás_- FC EAV 01.pdf38,7 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 13a - Controlo de Qualidade_Registo de fichas de controlo da _ RC3D_AUGI 42.pdf122,25 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 13b - Controlo de Qualidade_Registo de fichas de controlo da _ RC3P_AUGI 42.pdf122,49 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 13c - Controlo de Qualidade_Registo de fichas de controlo da _ RC11TEL_AUGI 42.pdf149,13 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 14 - Controlo de Custos_- Proposta e Auto de Medição do Mês Junho 2011_AUGI 42.pdf1,13 MBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 15 - Plano de Segurança e Saúde_Riscos especiais especificos.pdf60,98 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.