Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/2527
Título: Lesões da substância branca por ressonância magnética: uma avaliação entre as ponderações DWI e T2 FLAIR
Outros títulos: White matter lesions by magnetic resonance: an assessment between DWI and T2 FLAIR techniques
Autor: Campos, Carla
Silva, Raquel
Ribeiro, Margarida
Lança, Luís
Palavras-chave: Radiologia
DWI
T2 FLAIR
Ressonância magnética
Lesão da substância branca
Radiology
Diffusion
MRI
Magnetic resonance
White matter disease
Data: Mai-2013
Editora: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Citação: Campos C, Silva R, Ribeiro M, Lança L. Lesões da substância branca por ressonância magnética: uma avaliação entre as ponderações DWI e T2 FLAIR. Saúde & Tecnologia. 2013;(9):16-23.
Resumo: RESUMO: Objetivos – Determinar a sensibilidade e especificidade das ponderações Difusão (DWI) e T2 Fluid-Attenuated Inversion Recovery (FLAIR) na avaliação de lesões da substância branca (SB) e verificar em que medida se complementam, por forma a criar um conjunto de boas práticas na RM cranioencefálica de rotina. Metodologia – Recorrendo-se a uma metodologia quantitativa, efetuou-se uma análise retrospetiva da qual foram selecionados 30 pacientes, 10 sem patologia e 20 com patologia (2 com EM, 7 com Leucoencefalopatia, 6 com doença microangiopática e 5 com patologia da substância branca indefinida). Obteve-se uma amostra de 60 imagens, nomeadamente: 30 imagens ponderadas em DWI e 30 em T2 FLAIR. Recorrendo ao programa Viewdex®, três observadores avaliaram um conjunto de imagens segundo sete critérios: visibilidade, deteção, homogeneidade, localização, margens e dimensões da lesão e capacidade de diagnóstico. Com os resultados obtidos recorreu-se ao cálculo de sensibilidade e especificidade pelas Curvas ROC, bem como à análise estatística, nomeadamente, Teste-T, Índice de Concordância Kappa e coeficiente de correlação de Pearson entre as variáveis em estudo. Resultados – Os resultados de sensibilidade e de especificidade obtidos para a ponderação T2 FLAIR foram superiores (0,915 e 0,038, respetivamente) aos da ponderação DWI (0,08 e 0,100, respetivamente). Não se verificaram variâncias populacionais significativas. Obteve-se uma elevada correlação linear entre as variáveis com um valor r situado entre 0,8 e 0,99. Verificou-se também uma variabilidade considerável entre os observadores. Conclusões – Dados os baixos valores de sensibilidade e especificidade obtidos para a DWI, sugere-se que esta deva ser incluída no protocolo de rotina de crânio como auxiliar no diagnóstico diferencial com outras patologias.
ABSTRACT: Objectives – To determine the sensitivity and specificity of diffusion weighted (DWI) and Fluid-Attenuated Inversion Recovery (T2 FLAIR) in the evaluation of white matter lesions and to verify what is his extended complement in order to create a set of best practices in the MRI routine of the brain. Methodology – Was carried out a quantitative study with a retrospective analysis. From database, were selected 30 patients, 20 with and 10 without disease. We obtained a sample of 60 images, including 30-weighted images of T2 FLAIR and 30 of DWI. Using the program Viewdex®, the set of images were observed by three observers. The images were assessed according seven criteria: visibility, detection, consistency, location, size and margins of the lesion and diagnostic capability. We used the calculation of sensitivity and specificity by ROC curves, as well as statistical analysis, namely, T-test, Kappa index and the Pearson’s correlation coefficient between the variables under study. Results – The sensitivity and specificity obtained for the weighted T2 FLAIR were higher (0.915 and 0.038 respectively) to the weighting DWI (0.08 and 0.100 respectively). There were no significant population variances. We obtained a high linear correlation between variables with an r value located between 0.8 and 0.99. There was a considerable variability among observers. Conclusions – Although the values of sensitivity and specificity for DWI have been lower than expected, we suggest that this sequence should be included in the routine protocol of the brain to help the differential diagnosis with other pathologies.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/2527
ISSN: 1646-9704
Aparece nas colecções:ESTeSL - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Lesões da substância branca por ressonância magnética.pdf182,78 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.