Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/2388
Título: Qualidade dos contextos educativos: multideficiência e inclusão
Autor: Lopes, Maria da Graça de Jesus Batista
Orientador: Falcão, Miguel
Palavras-chave: Inclusão
Multideficiência
Atividades
Currículo
Inclusion
Multiple disabilities
Activities
Curriculum
Data de Defesa: Dez-2012
Resumo: Esta dissertação foi realizada no âmbito do Curso de Mestrado em Ciências da Educação, na especialidade de Educação Especial – Problemas de Cognição e Multideficiência, na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Lisboa. Com a sua realização pretendemos perceber como é que os docentes organizam e gerem o currículo de alunos com multideficiência (MD), particularmente como organizam e desenvolvem as atividades que realizam com estes alunos. Trata-se de um estudo de caso que envolveu 18 docentes de um estabelecimento de ensino básico: três docentes titulares de turma e quinze docentes de Educação Especial (dois deles trabalhavam numa Unidade de Apoio Especializado para a Educação de Alunos com Multideficiência - UAEM). Os dados foram recolhidos através de inquéritos por questionário, bem como de observações naturalistas, realizadas nos contextos de sala de aula e na UAEM. Os dados recolhidos foram devidamente analisados e triangulados. Os resultados obtidos sugerem existir diferenças nas atividades que os dois grupos de docentes (os do ensino regular e os da educação especial) privilegiam no trabalho desenvolvido com os alunos com MD, embora em ambos prevaleçam as atividades ligadas aos cuidados pessoais. Os resultados evidenciam ainda que estes dois grupos de docentes tomam opções distintas na organização das atividades e do currículo. No desenvolvimento das atividades, ambos os grupos de docentes referem ter em atenção aspetos idênticos, destacando-se o envolvimento do aluno na atividade e a apresentação de informação prévia. Quanto à organização do currículo dos alunos com MD, os docentes relataram privilegiar conteúdos como a comunicação, o desenvolvimento pessoal e social e a área académica. Verificámos também que, sobretudo por falta de recursos humanos, os alunos com MD permanecem nas salas de aula por curtos períodos de tempo, nas quais predominam as atividades académicas.Em geral, os docentes fomentam a comunicação e incentivam os alunos à participação, através da realização de tarefas, as quais, na UAEM, se centram essencialmente nas rotinas. Concluímos que estes docentes tomam opções complementares a nível da organização do currículo e no desenvolvimento de atividades. - ABSTRACT This work was made within a Master's Degree in Education, in Special Education – Cognition Problems and Multiple Disabilities, in the School of Education at Lisbon Polytechnic Institute. We want to know how teachers organize and manage the curriculum of students with multiple disabilities (MD), particularly how they organize and develop the activities they perform with these students. This is a case study involving 18 teachers of a primary school: fifteen Special Education teachers (two of them worked in Special Support Unit for the Education of Students with multiple disabilities - UAEM) and three more regular primary teachers. Data was collected through questionnaire surveys, as well as naturalistic observations, collected in the classroom and the UAEM context. The collected data was properly compared and analyzed. The results suggest some differences in the activities that the two groups of teachers (the regular education and special education) perform with the MD students, though activities related to personal care continue to be carried out by both groups. The results show that these two groups of teachers take different options when organizing the activities and the curriculum. While developing activities, both groups of teachers refer identical aspects, emphasizing students’ participation in the activity and presentation of prior information. As for the organization of the curriculum for students with MD, teachers reported the importance of contents such as communication, personal and social development and academic topics. We also found that, because of the lack of human resources, MD students remain in the classrooms for short periods of time, where academic activities are carried out. Overall, teachers promote communication and encourage students to participate completing tasks which, at UAEM, are focusing mainly on routines.We realize that these teachers take additional options on organizing the curriculum and developing activities
Descrição: Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação de Lisboa para obtenção de grau de mestre em Ciências da Educação- Especialidade Educação Especial
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/2388
Aparece nas colecções:ESELx - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Qualidade dos contextos educativos.pdf1,97 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.