Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/2313
Título: Construção e desenvolvimento da identidade profissional do educador de infância - percursos no masculino : um estudo de três casos
Autor: Oliveira, Andreia Sofia Dias de
Orientador: Vasconcelos, Teresa
Palavras-chave: Educador de infância
Género
Identidade pessoal
Identidade profissional
Desenvolvimento profissional
Perspectiva biográfica
Kindergarten teachers
Gender
Personal identity
Professional identity
Professional development
Biographical perspective
Data de Defesa: Dez-2012
Resumo: A presente dissertação, feita no âmbito da obtenção de grau de Mestre em Supervisão em Educação, foca a questão da construção e desenvolvimento da identidade profissional do educador de infância, reflectindo sobre três percursos no masculino em fases distintas de carreira. Procurando colaborar, assim, para o conhecimento desta minoria profissional e para o debate sobre os contributos do educar no masculino. Do objectivo geral, destacam-se os seguintes propósitos de investigação: i) Averiguar quais os motivos da escolha de educadores do género masculino por uma profissão que é geralmente associada ao feminino; ii) Analisar a construção das identidades destes educadores, tendo em conta que esta é um processo contínuo, que se constrói e reconstrói, individual e colectivamente, durante percurso de vida pessoal e profissional; iii) Identificar a influência de momentos marcantes, na vida profissional dos educadores, para o seu desenvolvimento profissional. Quanto às opções metodológicas, o estudo apresentado enquadra-se no paradigma qualitativo, de caracter interpretativo, centrado numa abordagem biográfica por recurso à metodologia utilizada nas histórias de vida. A análise dos dados recolhidos desenhou-se a partir do quadro teórico, apoiada numa análise de conteúdo estruturada em categorias emergentes dos discursos das histórias dos educadores de infância. A interpretação dos resultados obtidos evidencia que estes educadores contactam com alguns preconceitos, mas que não se reflectem, necessariamente, numa posição profissional desfavorável. Ser homem parece constituir-se num traço distintivo que sugere a existência de uma “discriminação positiva” e a uma tendência para serem bem aceites pelas profissionais do género feminino. O género surge, assim, como um elemento importante na dinâmica profissional, considerando que estes educadores conferem, ainda, à sua prática, contributos diferentes dos das mulheres. Assim, os participantes reconhecem ser necessário atrair profissionais de ambos os géneros para a profissão de educador de infância, não só porque o educador é um modelo para as crianças e estas beneficiam em serem educadas por ambos os géneros, mas também porque os contributos de cada género lhes parecem complementares na prática profissional e facilitadores do desenvolvimento da profissão. - ABSTRACT The present dissertation, devised in the framework of the Master of Education in Administration and Supervision program, focuses on the matter of the construction and development of the kindergarten teacher’s professional identity, reflecting on three male performances in three different career stages. It, thus, attempts to contribute towards the understanding of this professional minority and the discussion over the contributions of male educators. Three investigation purposes stem from the overall objective: i) Discovering why male kindergarten teachers choose a profession that is, in general, associated with the female gender; ii) Analyzing the construction of these educators’ identities, taking into consideration that this is a continuous process that is constructed and reconstructed, individually and collectively, throughout one’s personal and professional life; iii) Identifying how moments with a significant impact on the educators’ professional lives influence their professional development. Regarding methodological options, the present study is carried out in the framework of the qualitative paradigm, through an interpretative method, centered in a biographical approach by resorting to the methodology utilized in life stories. The analysis of the collected data was drawn from the theoretical framework and supported by a content analysis structured in categories that emerge from the testimonies of male kindergarten teachers. The interpretation of the obtained results highlights that these educators face some degree of prejudice, which does not necessarily translate into an unfavorable professional position. Being a man seems to be a distinctive feature that suggests the existence of “positive discrimination” and a tendency to being well accepted by their female colleagues. Gender, thus, emerges, as an important element in professional dynamics, considering that these educators bring to the practice contributions that are different from women’s. In this context, the participants recognize that it is necessary to attract professionals from both genders to be kindergarten teachers, not only because the educator is a role model for the children and they benefit from being raised by both genders, but also because the contributions of each gender seem to complement one another in practice and to facilitate the profession’s development.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Supervisão em Educação, enquadrada na linha de investigação sobre Desenvolvimento Profissional dos Professores, apresentada à Escola Superior de Educação de Lisboa
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/2313
Aparece nas colecções:ESELx - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Construção e desenvolvimento da identidade profissional do educador de infância.pdf2,72 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.