Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/1902
Título: Da programação de fluxo à televisão de stock: programação e serviço público
Autor: Prado, Emili
Palavras-chave: Comunicação social
Televisão
Digitalização
Data: Mar-2011
Editora: Instituto Politécnico de Lisboa
Citação: Prado E. Da programação de fluxo à televisão de stock: programação e serviço público. Alicerces. 2011;IV(4):91-100.
Resumo: No futuro, o papel da televisão pública ver-se-á condicionado pelo processo acelerado de evolução que marca uma transição da forma dominante da televisão de fluxo à televisão de stock – algo que já acontece, aliás, nos nossos dias. O meio tem evoluído desde o seu nascimento, respondendo a uma tensão existente entre dois vectores de força, em cujos pólos encontramos, por um lado, a inovação tecnológica e, por outro, a regulação. O primeiro pólo está representado na linha temporal pelo movimento entre o deslumbramento da tecnologia analógica e o da tecnologia digital. O segundo marca o momento em que a televisão deixa de ser considerada um bem público (ideia dominante) e passa a ser vista como mais uma indústria. Os dois pólos têm mantido uma relação activa e de mútuo condicionamento. Pode-se dizer que a regra subjacente a esta dinâmica tem sido a seguinte: a um menor grau de inovação tecnológica corresponde uma maior regulação; um maior grau de inovação está associado a uma maior desregulação. Se concordamos que o nascimento da televisão corresponde ao grau zero de inovação (pese embora a própria invenção da mesma tenha constituído uma novidade espectacular), também é verdade que esse grau pressupunha o uso de uma tecnologia que possibilitava a transmissão à distância de som e imagens em movimento, sem necessidade de se dispor de um elo físico. Para tal, nesta fase de desenvolvimento tecnológico, era utilizada a modulação das ondas hertzianas, um bem escasso que permitia transmitir sem interferências um número limitado de canais.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/1902
ISSN: 1645-7943
Aparece nas colecções:Serviços da Presidência - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
cap07.pdf804,14 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.