Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/1897
Título: Quantificação de fluxo do líquido cefalorraquidiano (LCR) por ressonância magnética
Autor: Jesuíta, Patrícia Filipa
Orientador: Gonçalves Pereira, Pedro
Manaças, Rui
Palavras-chave: Radiologia
Radiação
Quantificação de fluxo
Ressonância magnética
Líquido cefalorraquidiano
Radiology
Radiation
Flow quantification
Magnetic resonance
Phase contrast
Data de Defesa: 2012
Editora: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Citação: Jesuíta PF. Quantificação de fluxo do líquido cefalorraquidiano (LCR) por ressonância magnética [Dissertation]. Lisboa: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa/Instituto Politécnico de Lisboa; 2012.
Resumo: Para que a identificação da hidrocefalia normotensiva ou comunicante crónica do adulto, possa ser identificada através de exames de quantificação de fluxo do LCR no aqueduto de Sylvius através de imagem por ressonância magnética de contraste de fase é necessário conhecer quais os valores normativos para indivíduos adultos e saudáveis. Esta Investigação tem como objectivo a determinação desses valores. Foi estudada uma amostra de 20 indivíduos entre os 20 e os 40 anos, sem patologias neurológicas ou história de trauma. As aquisições foram realizadas com sincronização cardíaca e periférica para aferir a influência deste factor na obtenção dos valores normativos. Os dados recolhidos foram analisados através de testes estatísticos a fim de verificar se os valores da dinâmica do LCR são alterados por diversos factores, tais como a idade e sexo, do tipo de sincronização utilizada na aquisição, ou do tamanho do ROI desenhado no pós-processamento dos exames. Não se verificaram alterações significativas dos valores médios da dinâmica por influência do sexo ou da idade. A velocidade máxima também não é alterada pelo trigger ou pelo tamanho do ROI, ao contrário dos valores de volume máximo sistólico e diastólico, ou os volumes totais de LCR que são mais elevados com um ROI de maiores dimensões. Quanto à comparação dos tipos de trigger foram obtidos valores mais elevados de velocidade média, fluxo médio e volume total com o trigger periférico em relação ao ECG. Não se verificou correlação na análise inter-observador ou intra-observador, o que permite a reprodutibilidade do estudo. Tendo por base os valores obtidos e a comparação com outras investigações sugere-se a utilização do trigger periférico e, relativamente ao pós-processamento, aconselha-se a utilização de um ROI que abranja todo o aqueduto. ABSTRACT - For the identification of normal pressure hydrocephalus or communicating chronic adult, can be identified by examination of CSF flow quantification in the aqueduct of Sylvius by magnetic resonance imaging phase contrast is necessary to know which are the normative values for adults and healthy subjects. This research aims to determine these values. Was studied a sample of 20 subjects between 20 and 40 years without neurological disorders or trauma history. The acquisitions were performed with cardiac and peripheral synchronization to assess the influence of this factor in obtaining normative values. The data collected were analyzed using statistical tests to verify if the CSF dynamic values differ according to various factors, such as age and sex, the type of synchronization used in image acquisition, or the size of the drawn ROI in the post-processing tests. There were no significant changes in mean values of the dynamic influence of sex or age. The maximum velocity is not changed by the trigger or the size of the ROI, as opposed to the values of maximum systolic and diastolic volume, or the total volumes of CSF that are higher with a larger ROI. Comparing the types of trigger were obtained higher values of average velocity, average flow and total volume with the peripheral trigger in relation to the cardiac trigger. There was no interobserver or intraobserver correlation, which allows the reproducibility of the study. Based on the values obtained and comparison with other studies suggested it is advisable to use peripheral trigger and, for the post-processing, an ROI covering the entire aqueduct.
Descrição: Mestrado em Radiações Aplicadas às Tecnologias da Saúde. Especialização: Ressonância Magnética.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/1897
Aparece nas colecções:ESTeSL - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Quantificação de fluxo do líquido cefaloraquidiano.pdf1,95 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.