Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/1866
Título: Consenso Técnico para a determinação do status da proteína HER2 por imunocitoquímica em carcinoma da mama
Autor: Maia-Matos, Mário
Ferro, Amadeu Borges
Teixeira, Alexandra
Coias, Ana
Fernandes, Ana C.
Gavinho, A. Cristina
Cunha, Ana
Santos, Ana F.
Silva, Ana Isabel
Palavras-chave: Anatomia patológica
Cancro da mama
Proteína HER2
Imunocitoquímica
Data: Set-2012
Editora: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Citação: Matos MM, Ferro A, Teixeira A, Coias A, Fernandes AC, Gavinho AC, et al. Consenso Técnico para a determinação do status da proteína HER2 por imunocitoquímica em carcinoma da mama. Saúde & Tecnologia. 2012;(T1):71-82.
Resumo: A determinação do status da proteína HER2 por imunocitoquímica é uma metodologia fundamental para o diagnóstico, prognóstico e indicação terapêutica no carcinoma da mama, nomeadamente para o encaminhamento terapêutico com Herceptin®/trastuzumab. O estabelecimento desta terapêutica nas vertentes adjuvante ou neoadjuvante, e até em doença metastática, tem vindo a acentuar a importância da determinação do referido status de modo a melhor responder às necessidades dos doentes. Sendo a imunocitoquímica o método validado para determinação do status HER2 em carcinoma da mama, é de extrema importância definir linhas de orientação para a sua correta performance como tem sido estabelecido em diversos países em todo o mundo. A área científica de Anatomia Patológica, Citológica e Tanatológica da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (APCT-ESTeSL) e a Associação Portuguesa de Técnicos de Anatomia Patológica (APTAP) reuniram um painel de especialistas para a construção e estabelecimento de linhas de orientação técnica para a determinação do status HER2 em carcinoma da mama para a realidade portuguesa. Pretende-se com este consenso criar linhas de orientação técnicas para a construção, validação e manutenção do teste imunocitoquímico para determinação do status HER2 em carcinoma da mama, no que diz respeito à realidade portuguesa. Todas as orientações aqui descritas têm em conta o estado da arte atual no que diz respeito à determinação do status HER2 por imunocitoquímica em carcinoma da mama, bem como a experiência pessoal e académica de cada um dos membros do painel de especialistas que a subscrevem.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/1866
ISSN: 1646-9704
Versão do Editor: http://www.estesl.ipl.pt/sites/default/files/ficheiros/pdf/consensotecnico_para_a_determinacao_do_status_da_troteina_her2_por_imunocitoquimica_em_carcinoma_da_mama.pdf
Aparece nas colecções:ESTeSL - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Consenso tecnico.pdf786,64 kBAdobe PDFVer/Abrir
consenso_tecnico_referencias.pdf202,24 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.