Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/1747
Título: Relação entre otimismo e autonomia funcional em indivíduos com esclerose múltipla
Outros títulos: Relationship between optimism and functional autonomy in individuals with multiple sclerosis
Autor: Pedro, Luísa
Pais-Ribeiro, José Luís
Palavras-chave: Fisioterapia
Medicina de reabilitação
Esclerose múltipla
Autonomia funcional
Optimismo
Physiotherapy
Rehabilitation
Multiple sclerosis
Functional autonomy
Optimism
Data: Jul-2012
Editora: PsychOpen
Citação: Pedro L, Pais Ribeiro JL. Relação entre otimismo e autonomia funcional em indivíduos com esclerose múltipla. Psychol Comm Health. 2012;1(2):172-8.
Resumo: Objetivo: O presente estudo tem como objetivo verificar a relação existente entre autonomia funcional e otimismo. Método: Os participantes são 280 indivíduos portadores de esclerose múltipla (EM) diagnosticada há mais de um ano em que a maioria são mulheres, com nível elevado de escolaridade, maioritariamente casados, e a trabalhar em regime de tempo integral. A funcionalidade foi avaliada com a Escala de Impacto de Participação e Autonomia – IPA, e o otimismo com o Life Orientation Test – Revised (LOT-R). A recolha de dados realizou-se em unidades de saúde de Lisboa e cumpriu as regras conforme a Declaração de Helsínquia. Conclusão: Os resultados mostram que existem valores de correlação estatisticamente significativos, mas moderados entre as dimensões da LOT-R e IPA, sugerindo que o otimismo é um fator importante para a autonomia funcional dos indivíduos portadores de EM. ABSTRACT - Aim: The present study aims at identifying the relationship between optimism and functional autonomy in individuals with Multiple Sclerosis (MS). Method: The participants are 280 individuals diagnosed with MS for more than one year; the majority are women, with high levels of education, mostly married and employed on full time. To access functionality we used the Impact on Participation and Autonomy Scale – IPA, and to assess optimism the Life Orientation Test - Revised (LOT-R). Data was collected in Lisbon health settings. Data collection follows the rules of the Helsinki Declaration. Conclusion: Results show that correlations between the two main variables are statistically significant, but moderate, suggesting that the perception of optimism is an important factor for functional autonomy in individuals with MS.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/1747
ISSN: 2182-438X
Versão do Editor: http://pch.psychopen.eu/article/view/28/14
Aparece nas colecções:ESTeSL - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Relação entre otimismo e autonomia funcional em indivíduos com esclerose múltipla.pdf297,53 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.