Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/1598
Título: Lesões músculo-esqueléticas ligadas ao trabalho (LMELT) nos cantoneiros de limpeza/recolha de resíduos urbanos
Autor: Carrolo, Afonso
Orientador: Serranheira, Florentino
Palavras-chave: Saúde ocupacional
Lesão músculoesquelética
Recolha de resíduos
Cantoneiro
Occupational health
Musculoskeletal disorders
Residues waste
Roadmen
Data de Defesa: 2011
Citação: Carrolo A. Lesões músculo-esqueléticas ligadas ao trabalho (LMELT) nos cantoneiros de limpeza/recolha de resíduos urbanos [Dissertation]. Lisboa: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa/Instituto Politécnico de Lisboa; 2011.
Resumo: O presente protocolo de investigação centra-se sobre um estudo que será de natureza exploratória, transversal e retrospetivo, onde se pretende identificar a sintomatologia músculo-esquelética auto referida pelos cantoneiros de Portugal, no processo de limpeza e recolha de resíduos sólidos urbanos, procurando relações com a atividade. O delineamento metodológico passa por uma identificação das sedes de concelho onde existem serviços de recolha de resíduos urbanos, públicos e privados. De cada grupo identificado de trabalhadores será selecionada aleatoriamente uma amostra representativa que será objeto do estudo, quer de natureza observacional, quer através da aplicação de questionário previamente elaborado. O instrumento de recolha de informação foi construído a partir de uma adaptação do questionário nórdico músculo-esquelético (QNM) e pretende identificar frequências de sintomas auto referidos pelos trabalhadores, assim como uma relação com a atividade profissional. No sentido de ensaiar a metodologia proposta fez-se um ensaio piloto em N = 49 cantoneiros de diferentes zonas de recolha na região da Grande Lisboa, aleatoriamente selecionados em outubro do ano de 2011. Os resultados (do ensaio piloto) evidenciam uma prevalência significativa de sintomas músculo-esqueléticos em diferentes zonas anatómicas nos últimos 12 meses (82%), particularmente atingindo a região lombar (53%), cervical e dorsal (35%) e joelhos (33%). Por não constituir objeto do estudo, não foram procuradas associações significativas entre as atividades extra profissionais referidas por 49% dos cantoneiros e a presença de níveis de desconforto, incómodo ou dor com origem no sistema músculo-esquelético, eventualmente devido a elevada carga de trabalho desempenhada pelos cantoneiros. Apesar disso, observam-se algumas afinidades entre os sintomas músculo-esqueléticos auto referidos: (1) com a tipologia de atividades realizadas (por exemplo, levantamento e transporte de cargas) nas diferentes atividades, destaca-se a manipulação de contentores de 1.100 dm³ e “monstros”; (2) com as posturas assumidas durante a realização da atividade de trabalho, a aplicação de força e a repetitividade de gestos; (3) e com o próprio local de trabalho (tipologia de via e espaço públicos). Desse modo, observa-se que a prevalência de sintomas de LMELT neste grupo profissional (envelhecido, média de 49 anos) é elevada, o que pode condicionar a atividade dos cantoneiros e, como consequência, o bem-estar dos visados, em particular, e a saúde pública, no geral. Sugere-se que a atividade de recolha/limpeza de RU e a organização do trabalho deste grupo profissional sejam objeto de uma análise mais detalhada, designadamente através do estudo proposto, no sentido da identificação dos elementos determinantes da sintomatologia músculo-esquelética e elaboração de metodologias e planos de intervenção para a sua consequente gestão e prevenção. ABSTRACT - This research protocol focuses on a subject that will be in exploratory, transversal and retrospective nature, which aims to identify the musculoskeletal symptoms, the self-reported symptoms quoted by the roadmen of Portugal, while cleaning and collecting solid urban waste, looking for a relationship with the business. The methodology design has undergone an identification of the County Borough where there are services of municipal waste collection, public and private. Of each identified group of workers, will be randomly selected a representative number as sample, that will be the subject of study, either in observational nature, or through the application of pre-design questionnaire. The instrument for collection of this information was built from an adaptation of the Nordic Musculoskeletal Questionnaire (NMQ) and aims to identify how often self-reported symptoms have been reported by the workers as well as the relationship to work. In order to test the proposed methodology, a pilot study was carried out, on 49 roadmen from different collection areas in the large region of Lisbon, randomly selected in October 2011. The results (test pilot) shows, a significant prevalence of muscle symptoms in different anatomical areas in the last 12 months (82%), in particularly affecting the lumbar region (53%), cervical and dorsal (35%), and knees (33%). As is not the object of study, no significant associations were sought between the professionals referred to extracurricular activities by 49% of the roadmen and the presence of levels of distress, discomfort or pain originating in the musculoskeletal system or pain possibly due to high load carried by the workmen. Yet, there are some similarities in self-reported musculoskeletal symptoms: (1) to the type of activities carried out (for example, lifting and carrying loads) in different activities, to note the handling of containers with 1.100 dm3 dimensions and “monstros”; (2) the posture taken during work, the application of force and the repeat of postures and gestures; (3) and in the work place (the type of lanes, and public space). Thus, it is observed that the predominance of RSI (Repetitive Strain Injury) symptoms in this group of workers (aged, at average age of 49) is high, which could influence the activity of the roadmen and, as consequence, the welfare of the target in particular and public health in general. It is suggested that the activity of collecting/cleaning UR (Urban Residues) and work organization of these professional group are the subject of a more detailed analysis of the proposed study through the designated, towards the identification of the key elements of the musculoskeletal symptoms and development of methodologies and action plans for its subsequent management and prevention.
Descrição: Mestrado em Segurança e Higiene no TRabalho.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/1598
Aparece nas colecções:ESTeSL - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Lesões músculoesqueléticas ligadas ao trabalho.pdf5,32 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.