Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/1589
Título: Prevalência de sintomas de lesões músculo-esqueléticas ligadas ao trabalho: contributos para a intervenção centrada no trabalhador
Autor: Ferreira, Andresa Bianchi
Orientador: Florentino Serranheira
Palavras-chave: Saúde ocupacional
Lesão músculoesquelética
Questionário Nórdico Músculoesquelético
Occupational health
Musculoskeletal disorders
Nordic Musculoskeletal Questionnaire
Data de Defesa: Jul-2011
Citação: Ferreira AB. Prevalência de sintomas de lesões músculo-esqueléticas ligadas ao trabalho: contributos para a intervenção centrada no trabalhador [Dissertation]. Évora: Universidade de Évora e Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa/Instituto Politécnico de Lisboa; 2011.
Resumo: A identificação da prevalência de sintomatologia de LMELT, assim como a consequente necessidade de intervenção preventiva, foram estudadas numa indústria em 2010. Realizou-se uma análise do trabalho para identificar a exposição aos factores de risco de LMELT. Utilizou-se adaptação do QNM para identificar a prevalência de sintomas de LMELT. Efectuou-se formação sobre LMELT. A amostra (n=59) foi maioritariamente feminina (94,9%). A prevalência mais elevada de sintomatologia nos últimos 12 meses situou-se na região lombar (52,5%) e nos últimos 7 dias na coluna dorsal (33,9%). Os resultados identificam associações significativas entre a repetitividade gestual (1) dos braços e cotovelos com as queixas a nível do pescoço (p=0,013) e ombro direito (p=0,004); e das mãos e dedos com (2) punho e mão esquerda (p=0,024) e punho e mão direita (p=0,000). Relativamente à intervenção sócio-organizacional, efectuada com recurso à formação em LMELT, observou-se um impacto positivo com 81,30% de boa e excelente apreciação. ABSTRACT - The identification of prevalence of symptoms of WRMSDs as well as the consequent need for preventive intervention was studied in a Lisbon industry in 2010. It was conducted a job analysis to identify the exposure to risk factors for WRMSDs. It was used adaptation of NMQ to identify the prevalence of symptoms of WRMSDs. It was carried out training on WRMSDs. The sample (n = 59) was mostly female (94.9%). The higher prevalence of symptoms in the last 12 months was located in the lumbar region (52.5%), and in the last 7 days in the spine (33.9%). The results indicate significant associations between the gestural repetition (1) of the arms and elbows with complaints at the neck region (p = 0.013) and right shoulder (p = 0.004), and hands and fingers (2) wrist and left hand (p = 0.024) and wrist and hand (p = 0.000). Relatively to the socio-organizational intervention, made using the WRMSDs training, it was observed a positive impact with 81.30% of good and excellent evaluations.
Descrição: Mestrado em Intervenção Sócio-Organizacional na Saúde - Área de especialização: Qualidade e Tecnologias da Saúde.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/1589
Aparece nas colecções:ESTeSL - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Prevalência de sintomas de lesões músculo-esquelética ligadas ao trabalho.pdf2,95 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.