Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.21/112
Título: Que formação de professores para a inclusão em São Tomé e Príncipe?
Autor: Costa, Ana Maria da Vera Cruz José da
Orientador: Sim-Sim, Inês
Palavras-chave: Educação especial
Necessidades educativas especiais
Educação inclusiva
Alunos com Necessidades Educativas Especiais
Formação de professores para a inclusão
Data de Defesa: Dez-2010
Citação: Costa, A. M. (2010). Que formação de professores para a inclusão em São Tomé e Príncipe? [Dissertação de mestrado] Escola Superior de Educação de Lisboa/Instituto Politécnico de Lisboa, Lisboa
Resumo: Este estudo teve como objectivos recolher e tratar informação que permita identificar as linhas orientadoras para a construção e implementação de um programa de uma disciplina nos cursos de formação inicial, adequado ao contexto situacional e temporal de São Tomé e Príncipe, que possa sensibilizar os formandos para a prática de inclusão de crianças com necessidades educativas especiais no sistema do ensino regular desse país. Para a concretização destes mesmos objectivos, procedemos à revisão da literatura, entrevistámos docentes de diferentes níveis de ensino de São Tomé e Príncipe para compreender as necessidades de formação, colhemos dados sobre esta modalidade de formação junto de especialistas de uma instituição de formação de professores portuguesa e analisámos programas de disciplinas análogas em cursos de formação inicial de docentes de quatro instituições de formação de dois países, duas portuguesas, a escola Superior de Educação de Lisboa, (ESELx) e Universidade de Évora, e duas brasileiras, Universidade Federal Feira de Santana, e Universidade Federal Espírito Santo. Os resultados destas análises permitiram-nos constatar a necessidade de formação, na medida em que subsistem dificuldades em relação à inclusão de crianças/jovens com necessidades educativas especiais, no que se refere à filosofia da inclusão, à gestão do espaço, do tempo e dos conteúdos curriculares por parte dos professores, ao terem na sua sala de aula alunos com necessidades especiais e ao conhecimento de algumas problemáticas mais comuns; igualmente percebemos que é importante abordar na formação o trabalho com famílias e com a comunidade e particularizar conteúdos que desenvolvam atitudes de aceitação da diferença. Uma atenção especial deve ser dada às questões que se prendem com a organização da formação em termos da prática pedagógica, mais concretamente, no que se refere aos contextos em que são realizados os estágios e aos mecanismos de acompanhamento dos formandos. Os resultados obtidos com o estudo permitiram-nos preparar uma proposta de programa da disciplina das NEEs a ser ministrado nos cursos de formação inicial de docentes com o objectivo de sensibilizá-los para uma efectiva inclusão destas crianças no sistema de ensino regular santomense.
Descrição: Dissertação apresentada à escola superior de educação de lisboa para obtenção do grau de mestre em ciências da educação - especialidade educação especial
URI: http://hdl.handle.net/10400.21/112
Aparece nas colecções:ESELx - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Que formação de professores para a inclusão em São Tomé e Príncipe.pdf1,05 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.